"Nada está adquirido, tudo está a andar para trás muito depressa"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
Artigo de Manuel Alegre no Público
15-06-2019 Manuel Alegre, Público

Arnaut era um homem de convicções, firme nos seus princípios, mas nunca foi sectário. Por isso disse: “O SNS é do povo, é uma exigência ética de civilização”.

Ler mais
*
Manuel Alegre sobre o gesto de Alberto Martins em 1969:
21-05-2019

“Pedir a palavra num país amordaçado é em si mesmo um acto de libertação” disse Manuel Alegre ontem na apresentação do livro Peço a Palavra, de Alberto Martins, que no dia 17 de Abril de 1969, ao pedir a palavra em nome dos estudantes de Coimbra em cerimónia presidida por Américo Tomás desencadeou a grande crise académica de 1969. “E não foi preciso dizer mais nada. O tabu tinha sido quebrado. E já não era só um a pedir a palavra. Eram milhares", salientou Manuel Alegre, frisando que “foi uma viragem histórica no movimento estudantil e na própria luta do povo português pela liberdade.” Ler mais

*
11-05-2019

Manuel Alegre foi um dos autores presentes na homenagem a Maria Teresa Horta que decorreu entre os dias 8 e 10 de maio no Congresso Internacional promovido pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Para Manuel Alegre, que interveio ontem, a escrita de MTH “é uma sublevação de linguagem, uma insurreição poética e, de certo modo uma revolução moral, porque restituiu às palavras a sua verdade e ao corpo o seu direito à santidade do prazer.” O poeta confessou que sempre viu “a Maria Teresa enduendada.” E alertou: "Dir-se-á que a revolução sexual está feita e a liberdade consagrada na Constituição. Mas eu creio que nada está adquirido, porque tudo está a andar para trás muito depressa."
Veja o texto integral de Manuel Alegre sobre Maria Teresa Horta AQUI Ler mais

*
04-05-2019

Manuel Alegre recebeu ontem o Prémio “Bibliotecando em Tomar”, uma iniciativa conjunta das seguintes instituições: Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria, Agrupamento de Escolas Templários, Câmara Municipal de Tomar, Centro de Formação ‘’Os Templários’’, Centro Nacional de Cultura, Rede de Bibliotecas Escolares e Tech&Art do Instituto Politécnico de Tomar. A cerimónia decorreu numa sessão realizada no Complexo Cultural da Levada, em Tomar, com um painel coordenado por Guilherme de Oliveira Martins e que contou com José Manuel Mendes, António Carlos Cortez e Manuel Alegre. Ler mais

No dia 23 de abril
24-04-2019 Facebook do Festival de Poesia e Música de Vila Nova de Foz Coa


Manuel Alegre foi o homenageado no Festival de Música e Poesia de Vila Nova de Foz Côa, no dia 23 de abril, onde foi recebido com muito carinho popular e admiração. O município editou e fez distribuir uma antologia de 55 poemas do escritor, organizada por Paulo Sucena, também presente na homenagem. Para além da leitura de alguns poemas por Manuel Alegre, a sessão contou com depoimentos em vídeo de Guilherme d'Oliveira Martins, António Lobo Antunes e Lídia Jorge. Um momento marcante, no final do colóquio, foi a oferta a Manuel Alegre pelo presidente da câmara, Gustavo de Sousa Duarte, de um fac-símile do foral de D. Dinis sobre Foz Côa, verdadeira “certidão de nascimento” da Vila, datado de 21 de maio de 1299, há quase 720 anos. Ler mais

*
Afonso Guerra e Manuel Alegre na Feira do Livro de Sevilha:
29-05-2019 ABC de Sevilha (tradução nossa)

Há 45 anos, um 25 de abril mudou a história de Portugal. Um dos protagonistas desse episódio, o poeta e dirigente socialista Manuel Alegre, interveio ontem, bem como o ex-vice presidente do governo (de Espanha), Alfonso Guerra, numa jornada intitulada “45 anos do 25 de abri. Portugal e Espanha”, no âmbito das iniciativas portuguesas na Feira do Livro de Sevilha. Ler mais

Foto de Carlos Martins
Manuel Alegre em Caxias 45 anos depois:
26-04-2019 com Lusa

“Foi com a libertação dos presos políticos que se concretizou verdadeiramente o 25 de Abril" afirmou Manuel Alegre ontem, à porta da cadeia de Caxias, numa cerimónia promovida pela Câmara Municipal de Oeiras para celebrar os 45 anos da libertação dos presos políticos. "Só a partir desse momento é que o 25 de Abril passou a ser o dia da liberdade para todos os portugueses", defendeu, lembrando os nomes dos libertadores, Capitão Mário Pinto e Comandante José Júlio Abrantes Serra. Na placa comemorativa descerrada, lêem-se versos de Manuel Alegre cantados por Amália Rodrigues e por Maria Bethânia: “Hei-de passar nas cidades / como o vento nas areias/ e abrir todas as janelas / e abrir todas as cadeias.” Ler mais

*
Manuel Alegre em entrevista ao DN:
20-04-2019

A destruição de parte da catedral emocionou o poeta e fê-lo recordar os momentos em que a olhava no exílio e depois numa visita com Soares e Mitterrand. Considera que é "a metáfora de uma certa desatenção" para com o património e um aviso para o descuido com a cultura e espera que Portugal perceba esse aviso. Para o poeta existe outro apelo imediato, o que resulta da literatura: "Quem é que não se apaixonou pelo romance de Victor Hugo, Notre-Dame de Paris, pela Esmeralda e acompanhou o corcunda? A catedral parisiense faz parte do nosso imaginário", "contém uma enorme história" e "é um símbolo da França e da Europa, católico e ao mesmo tempo laico, pois pertence a todos."
Veja a entrevista na íntegra AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre, na entrega do Prémio Vida e Obra da SPA
28-03-2019

Manuel Alegre agradeceu o Prémio Vida e Obra atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores e entregue na Gala realizada no Centro Cultural de Belém no dia 27 de março, lembrando que "vida e escrita são inseparáveis." E recordando Sophia, disse que "a cultura não é para enfeitar, é para transformar." Ler mais

Manuel Alegre e Paula Morão
Manuel Alegre, hoje doutorado Honoris Causa pela Universidade de Lisboa:
02-10-2018 com Lusa

“Espero continuar a rimar o meu poema com a minha vida”, confessou Manuel Alegre no final da intervenção, longamente aplaudida de pé, com que agradeceu o doutoramento Honoris Causa hoje atribuído pela Universidade de Lisboa. O autor de “O Canto e as Armas” passou em revista o seu percurso académico, literário e cívico, perante uma assistência presidida pelo Presidente da República e onde se encontravam destacadas figuras do meio académico e da política.
Veja a intervenção integral de Manuel Alegre AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre recorda Sophia na Grécia:
08-05-2019 Manuel Alegre, artigo publicado no JL,nº 1268

Partilhámos juntos muitos momentos, Natais, passagens de ano, aniversários, doenças, almoços, jantares, banhos de mar, leituras, telefonemas a meio da noite para um desabafo ou um poema. Mas hoje, ao abrir o volume de “Histórias da Terra e do Mar", deparei com a dedicatória de Sophia: “Para a Mafalda e o Manuel com saudades dos jantares no DYONISOS, em frente da Acrópole e das danças da Dora Stratos na noite de Junho”. Ler mais

Arquivo 2005-2009
Notícias
Manuel Alegre sobre Agustina:
*
03-06-2019

"O que interessa agora é a escrita dela, ela era uma grande contadora de histórias, ela própria se encantava com o tom encantatório da sua narrativa, não há muitos nomes que tenham agindo aquele patamar" afirmou Manuel Alegre à Antena 1, quando soube do falecimento de Agustina Bessa-Luís. O escritor sublinhou ainda a personalidade de Agustina: "Também recordo a Agustina como pessoa. Era uma pessoa com um sentido de humor extraordinário, cáustico, surpreendente. Um sentido de humor muito fino, por vezes quase agressivo, outras vezes muito fino. E era quando era muito fino e às vezes quase disfarçado que era mais contundente." Ler mais

21-05-2019

O escritor Manuel Alegre afirmou hoje que o músico Chico Buarque, vencedor do Prémio Camões 2019, tem contribuído para a difusão da língua e da cultura portuguesas, considerando-o das pessoas mais conhecidas no mundo artístico da língua portuguesa. "Ele tem qualidade como artista, como compositor, como cantor, mas, sobretudo, como autor com características variadas múltiplas, todas elas ricas e enriquecedoras da língua portuguesa e da difusão da língua portuguesa. É provavelmente uma das pessoas mais conhecidas hoje no mundo artístico de língua portuguesa", disse Manuel Alegre, em declarações à agência Lusa. Ler mais

Notícias
Manuel Alegre ao jornal Público:
30-04-2019

“António Costa deve cumprir o que prometeu a António Arnaut”, recorda o militante histórico do PS e ex-candidato à Presidência da República.

Ler mais
Discurso Directo
*
27-02-2019

"Estar com Sophia foi sempre uma espécie de celebração"
Manuel Alegre, julho de 2004 Ler mais

Discurso Directo
Artigo de Manuel Alegre no Público
16-01-2019

Fui um dos subscritores da primeira proposta sobre o SNS apresentada pelo PS na AR, tendo à cabeça a assinatura de António Arnaut, seguida, entre outras, pelas de Mário Soares e Salgado Zenha. Estive com António Arnaut até ao fim da sua vida na luta pela defesa do SNS, a maior reforma social da nossa democracia e uma causa de todos os que têm uma visão humanista e solidária. Prometi-lhe que, dentro das minhas poucas possibilidades, tudo faria para o PS cumprir a sua obrigação histórica: uma nova Lei de Bases que restitua ao SNS os seus princípios fundadores e constitucionais. Ler mais