Nós voltaremos sempre em maio
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Uma flor por Nambuangongo
Uma flor por Nambuangongo
Campas de soldados portugueses mortos em Nambuangongo
Campas de soldados portugueses mortos em Nambuangongo
48 anos depois
Manuel Alegre retorna a Nambuangongo
08-03-2010

Manuel Alegre depositou uma flor na campa do soldado português José António Teixeira Pinto (Companhia 352, Batalhão de Cavalaria 350) morto em combate a 15 Agosto de 1962. Nessa data, Manuel Alegre passou pela primeira vez em Nambuangongo, a caminho de Quipedro. Lembrou o seu amigo, Alferes Manuel Ortigão, cuja morte, provocada por uma mina, inspirou o poema "Canção com lágrimas e sol", musicado e cantado por Adriano Correia de Oliveira, que pode ver AQUI

A visita ao cemitério, onde as campas dos soldados portugueses foram limpas pelas autoridades locais a pedido de Manuel Alegre, ocorreu depois de visitar o velho aquartelamento, a nova escola recentemente inaugurada e um hospital em construção.

Em declarações à Televisão de Angola e aos demais jornalistas presentes, Manuel Alegre prestou homenagem aos militares portugueses e aos combatentes angolanos que tombaram em Nambuangongo. Disse que os considerava a todos como irmãos. Afirmou ainda que, depois de ter sido um local mítico da guerra, Nambuangongo devia ser vista agora como símbolo da paz e da cooperação entre Angola e Portugal.

O Administrador do Município pediu a Manuel Alegre para promover a geminação de Nambuangongo com uma cidade portuguesa. Manuel Alegre comprometeu-se a fazer diligências junto do Presidente da sua terra, Águeda.

No final de almoço de confraternização, Manuel Alegre leu a todos os presentes o poema "Nambuangongo, meu amor".

Leia o poema "Nambuangongo, meu amor" AQUI.