Nós voltaremos sempre em maio
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Quem é este miúdo?
27-03-2010 NS
Entrevista com Manuel Alegre na revista NS

"O Miúdo que Pregava Pregos numa Tábua", o novo livro de Manuel Alegre, é o tema central da entrevista publicada na revista NS e conduzida por João Céu e Silva. Tem como pontos de referência as memórias do autor, desde a mais antiga – que dá título ao livro – passando por um encontro surreal com Cohn Bendit dias antes dos acontecimentos de Maio de 1968 em Paris, até à emoção impossível de conter junto à campa de um soldado numa visita recente a Nambuangongo. E uma certeza em tom de desafio: "Sou, dos candidatos às presidenciais, o único que entrou em combate."
Veja a entrevista AQUI

Puxando pelas memórias, o poeta conta ao jornalista um dos episódios do livro, o tiro que em pequeno deu na boneca da irmã, e comenta: "São aquelas tentações e crueldades que os miúdos têm. Ai dos adultos que não fizerem coisas dessas, desses é que é de desconfiar porque as fazem depois quando são adultos. É como cortar o rabo às lagartixas", remata, "aqueles que não os cortaram quando eram pequenos depois cortam coisas às pessoas quando são grandes."

À margem da entrevista, pode ler-se num documento do Comando da Região Militar de Angola, oriundo do Gabinete do General Comandante, a seguinte instrução acerca do alferes de infantaria Manuel Alegre de Melo Duarte, da 1ª Companhia do Regimento de Sá da Bandeira: convém passá-lo à disponibilidade. Telegrafa ao Pires para o receber e passar licença domiciliária e pessoal (com olhos de ver) e transfere-lo para Luanda, fazendo tudo com o menos aparato possível e o ideal seria transportá-lo num avião da Força Aérea . Manuel Alegre acabaria por ser detido e encerrado na prisão militar de S. Paulo em Luanda.