"Sobretudo nas horas em que tudo / de repente se esvazia / e pesa mais que tudo esse vazio / ... / é precisa (mais que tudo) a poesia."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Manuel Alegre soltou a memória e o livro fez-se
02-04-2010 Ipsilon
Entrevista de Isabel Coutinho

"Mesmo depois de crescido, o miúdo que pregava pregos numa tábua está convencido de que a poesia é um processo mágico", conclui a entrevistadora Isabel Coutinho no final da entrevista com Manuel Alegre publicada na revista Ípsilon.
Leia a entrevista AQUI

Uma entrevista em que Manuel Alegre diz do seu mais recente livro que se trata "de uma escrita que puxa pela memória", "uma escrita sobre o processo que leva à escrita, sobre os muitos ritmos do mundo que fazem parte do meu ritmo de escrita, na poesia e na prosa".