"Não gosto de engenharias sociais ou artificiais messiânicas"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Homenagem ao Fado – Património Imaterial da Humanidade
27-11-2011

No dia em que se celebra o reconhecimento do Fado, pela UNESCO, como Património Imaterial da Humanidade, homenageamos os fadistas, os músicos, os guitarristas e os poetas que deram corpo e voz a este património. De entre todos, escolhemos Amália Rodrigues, em especial no seu álbum "Com Que Voz", considerado por alguns críticos como o melhor álbum jamais gravado em Portugal. Neste álbum de 1970 Amália cantou poemas de alguns dos maiores poetas de língua portuguesa de todos os tempos, incluindo Luís de Camões. O poema “Trova do vento que passa”, de Manuel Alegre, fez parte deste álbum mágico, numa versão própria de Amália, com música de Alain Oulman.

TROVA DO VENTO QUE PASSA
Versão cantada por Amália Rodrigues
no álbum Com que Voz

Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.

Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das águas
os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.

Levam sonhos deixam mágoas
ai rios do meu país
minha pátria à flor das águas
para onde vais? Ninguém diz.

Se o verde trevo desfolhas
pede notícias e diz
ao trevo de quatro folhas
que morro por meu país.