"É preciso subverter o discurso cinzento e tecnocrático e recuperar a força primordial da palavra"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
*
*
*
Na Escola Secundária José Falcão em Coimbra
Vida e obra de Manuel Alegre apresentada aos jovens
28-05-2013

“O miúdo que, há muitos anos, deu um tiro na boneca da irmã”, assim foi apresentado Manuel Alegre pela professora bibliotecária, Filomena Pedroso, aos alunos da Escola Secundária José Falcão, onde foi homenageado na passada terça-feira. A apresentação de Manuel Alegre na biblioteca da Escola, onde se encontravam espalhados pelo chão e pelas paredes versos seus, começou com um resumo da sua própria biografia, desde a infância, onde “antes de saber ler, já sabia poemas de cor”, passando pela escola primária de Águeda, onde “pela primeira vez, tomou consciência da desigualdade social: Por que é que uns, poucos, tinham sapatos e outros, a maior parte, não?”

Daí à paixão pela poesia, pela caça, pela pesca e pelo desporto, passando pelas vitórias como campeão de natação aos 15 anos e pela boémia dos tempos de estudante em Coimbra, a vida de Manuel Alegre foi explicada aos alunos, sem esquecer os anos de guerra, prisão e exílio pelos quais passou e que marcam profundamente os seus primeiros livros, como “Praça da Canção”, publicado em 1965. “Apesar de censurado e apreendido, nenhum outro livro de poesia teve uma tal circulação. Foi por certo o livro mais copiado, dactilografado, copiografado, musicado, cantado, declamado e passado de mão em mão”, disse a professora Filomena Pedroso, terminando com um simples apelo ao jovem auditório: “Vamos ouvi-lo!”

Veja a apresentação "Há magia nas palavras" em baixo, no final desta notícia

Documentos
Documento em formato application/pdf "Ha magia nas palavras" - apresentação de Manuel Alegre aos alunos da Escola José Falcão1836 Kb