"Sobretudo nas horas em que tudo / de repente se esvazia / e pesa mais que tudo esse vazio / ... / é precisa (mais que tudo) a poesia."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Dois poemas de Manuel Alegre vertidos em italiano
09-04-2015

Por estes dias em que Manuel Alegre é homenageado em Itália, deixamos aqui dois poemas seus, vertidos em italiano: Balada dos Aflitos e Espuma, cuja musicalidade, agora na língua de Dante, continua a transparecer.

(...)
Prega per noi Signora degli Afflitti/
ogni giorno in terra naufragati/
mano invisibile ci ha qui proscritti/
in noi stessi perduti e accerchiati/
vengano a noi i versi mai scritti/
fratelli umani che non siete mercati.