"Não gosto de engenharias sociais ou artificiais messiânicas"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Fernando Guimarães sobre "Vinte Poemas para Camões":
"Camões é neste livro o mediador"
06-07-2016 JL

Fernando Guimarães, em crónica literária sobre "Vinte Poemas para Camões", publicada no JL, sustenta que Manuel Alegre "é visto por alguns críticos, aliás com boas razões, como sendo um poeta em que existe um pendor épico, mas conjugável com uma acentuação lírica. Ora nestes Vinte Poemas talvez se possa encontrar uma terceira acentuação: a dramática". Porquê? interroga-se. "Porque nesses poemas Camões não é o outro como personagem. É, sim, o outro como linguagem", justifica.

E acrescenta: "Camões é neste livro o mediador, como, por exemplo, o Padre António Vieira ou o Bandarra podem surgir como tal na Mensagem de Pessoa ou como essa grande figura que se torna impessoal porque é a da ibericidade se revela nos Poemas Ibéricos de Miguel Torga.

Veja o texto integral da crónica publicada no JL AQUI