"É preciso subverter o discurso cinzento e tecnocrático e recuperar a força primordial da palavra"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Dia 15, às 18.30, na Livraria Leya - Buccholz, em Lisboa
Manuel Alegre lança o livro de poemas "Auto de António - Último Príncipe de Avis"
11-11-2017

O último livro de poemas de Manuel Alegre,"Auto de António - Último Príncipe de Avis", vai ser lançado esta semana, na 4ª feira, 15,na Livraria Leya - Buccholz, em Lisboa. A apresentação da obra, que segundo Manuel Alegre ao JL "não é uma biografia, é uma revisitação poética da figura de Dom António, Prior do Crato" será feita pelo historiador António Borges Coelho, seguindo-se leitura de poemas por Luís Lucas.

“Aclamado Rei em Lisboa, Santarém e Setúbal, Dom António Prior do Crato nunca se rendeu”, lembra Manuel Alegre, que em entrevista ao DN diz ainda: D. António "esteve em risco de vida muitas vezes, mesmo que Filipe não o tenha conseguido matar apesar de todas as suas tentativas. Só o matam depois de morto, quando o retiram da sepultura e do lugar a que tem direito na história."

Do último Príncipe de Avis disse Borges Coelho, no livro "Os Filipes": "Era o rei do povo miúdo e também do povo médio, dos frades e do baixo clero e de jovens fidalgos que o serviram até ao fim. A sua coragem punha a nu a cobardia da ordem que tinha como missão a defesa, em particular as grandes casas titulares."