"Corri riscos, estive com pessoas que pertencem à História. Tudo isso fez de mim aquilo que sou."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Manuel Alegre à Radio Renascença:
26-04-2013 Radio Renascença

“O Presidente da República comprometeu a sua função presidencial. O Presidente tem que ser um árbitro, não pode ser o Presidente de uma parte contra a outra" afirmou Manuel Alegre à Radio Renascença, em reacção ao discurso de Cavaco Silva no dia 25 de Abril. "Cometeu um erro que me preocupa", disse ainda Manuel Alegre, "não só pelo contexto actual, mas pela própria natureza da função presidencial que exige que o Presidente da República tenha independência, uma posição neutral e foi ele o primeiro a quebrar o consenso". Ler mais

16-04-2013 com tvi 24

Há várias possibilidades, disse Manuel Alegre em entrevista a Judite de Sousa na TVI 24, para sair da situação actual: ou continua tudo como está – “e é um desastre”; ou há “uma outra atitude com a troika e com aqueles que mandam na troika” – o que significa mais tempo, baixar os juros, reembolsar os lucros do Banco Central Europeu com a dívida soberana portuguesa e apostar mais na economia; ou há uma “frente de recusa”, isto é,” uma aliança dos países nesta situação que se unam e digam à Alemanha: assim não!”. Ler mais

*
Manuel Alegre em entrevista a Judite de Sousa na tvi24
16-04-2013 com tvi 24

Em entrevista à TVI24, a propósito do seu novo livro "Tudo É e não É", Manuel Alegre confessou que neste momento “Portugal é um país que me dói muito". Muito crítico de uma "Europa germanizada" e da necessidade de um Plano B, o escritor não tem dúvidas de que «este Governo está completamente esgotado” e afirmou: «Não peçam consenso ao PS para colaborar na destruição do Estado social».
Veja a entrevista integral AQUI Ler mais

Manuel Alegre à TSF:
08-04-2013 com TSF

“Quem ataca assim o Tribunal Constitucional está a atacar a democracia” e “não revela cultura democrática para poder continuar a ser governo”, afirmou Manuel Alegre à TSF, alertando para a responsabilidade de Cavaco Silva. “O Presidente da República tem o papel de guardião da Constituição”, recorda Manuel Alegre, que acha “estranho que (o PR) dê o seu voto de confiança a um governo que desta maneira ataca o Tribunal Constitucional e põe em causa princípios básicos da democracia”.
Oiça as declarações de Manuel Alegre à TSF AQUI Ler mais

Após chumbo de normas do OE pelo Tribunal Constitucional
05-04-2013 Lusa

Manuel Alegre defendeu hoje a demissão imediata do Governo por iniciativa própria, depois de, pelo segundo ano consecutivo, o Tribunal Constitucional ter chumbado normas do Orçamento do Estado. Em declarações à agência Lusa, depois de conhecida a decisão do Tribunal Constitucional de chumbar quatro artigos do Orçamento do Estado para 2013, em apreciação por pedido do Presidente da República e pelos partidos políticos, Manuel Alegre sublinhou que dois chumbos em dois anos consecutivos deveriam levar o Presidente da República, Cavaco Silva, a “tirar as suas conclusões”. Ler mais