"A Democracia não se faz com demagogos e oportunistas, faz-se com cidadãos"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
*
Manuel Alegre à Lusa, antes do Congresso do PS:
31-05-2016 Entrevista à Lusa

Manuel Alegre, poucos dias antes do Congresso do PS e em entrevista à Lusa, fala do actual Governo, da Europa e da política externa portuguesa. Veja AQUI e AQUI. Ler mais

Manuel Alegre sobre a política externa portuguesa:
31-05-2016 Entrevista à Lusa

Portugal "tem uma dimensão euroatlântica e euroasiática, tendo por isso de ter uma política externa mais ativa" defendeu Manuel Alegre, em recente entrevista à Lusa. "Um país pequeno como o nosso, mas com uma grande História, precisa de ter uma política externa muito forte. Penso que António Costa tem estado muito bem em relação à Europa, mas é preciso pensar numa estratégia nacional não só para a Europa, mas também para todo o mundo, em especial para os países de língua oficial portuguesa", advertiu. Ler mais

Manuel Alegre dias antes do Congresso do PS:
31-05-2016 Entrevista à Lusa

"Espero que do congresso do PS saia reforçada a orientação política que conduziu ao fim do chamado ‘arco da governação' e à formação deste Governo", disse Manuel Alegre em entrevista à Lusa, dias antes do congresso do PS. "Até aqui a democracia portuguesa estava mutilada de uma das suas partes e a actual solução restituiu ao parlamento a sua centralidade", afirmou. "Apesar de todas as dificuldades, algumas das principais promessas eleitorais têm sido cumpridas” disse ainda Manuel Alegre. Ler mais

Manuel Alegre em Coimbra:
29-05-2016 Lusa

Manuel Alegre recusa que o Governo e a maioria parlamentar de esquerda que o apoia sejam uma “geringonça” e afirmou que o termo “é uma invenção” da direita para degradar o acordo governativo. “Sem esta solução, a outra seria o PS a ser capturado pela direita”, afirmou Manuel Alegre, frisando que um acordo desse género seria “um atentado à razão histórica” que levou à criação do PS “que é a defesa dos mais fracos”. Ler mais

Caso remonta a 2010, quando Alegre preparava a 2ª candidatura
Caso remonta a 2010, quando Alegre preparava a 2ª candidatura
18-05-2016 Natália Faria, Público

Histórico do PS alegou que acusações de deserção e de traição à pátria visavam prejudicar a sua candidatura a Belém. Juízes concordaram que textos publicados em blogue não tinham base factual. O socialista e ex-candidato à Presidência da República, Manuel Alegre, diz que nunca duvidou: “Liberdade de expressão é uma coisa e liberdade para caluniar uma pessoa é outra bem diferente”. O Tribunal da Relação de Lisboa veio agora dar-lhe razão, ao condenar o tenente-coronel João José Brandão Ferreira a pagar-lhe uma indemnização de 25 mil euros por, entre outras coisas, lhe ter chamado desertor e traidor da pátria. Ler mais

*
02-05-2016 facebook da Câmara Municipal de Lisboa

“Manuel Alegre deixa um contributo de enorme futuro para a esquerda portuguesa”, disse o Presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, na sessão de entrega da medalha de honra de Lisboa ao poeta e combatente da Liberdade. “Se muito e em muitas áreas lhe devemos”, explicou, “há uma coisa que o distingue dos demais: é porventura o político português que melhor soube pronunciar em simultâneo o ser de esquerda e o ser patriota, com o mesmo sentido de orgulho, com o mesmo sentido de noção do serviço público e de serviço ao país que sempre mostrou”. “Esta sua característica do passado, que muitas vezes lhe ouvimos”, concluiu o autarca de Lisboa, “estou certo, pelo rumo que a História nos leva, “ainda mostrará ser da maior utilidade para as gerações futuras.” Ler mais