"Corri riscos, estive com pessoas que pertencem à História. Tudo isso fez de mim aquilo que sou."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Manuel Alegre sobre os incidentes em Ermesinde:
23-06-2014 com Lusa

Manuel Alegre classificou hoje como intolerável o clima de tensão registado no domingo, em Ermesinde (Valongo), quando o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, saiu da reunião da Comissão Nacional do PS. "Esses incidentes são intoleráveis e não podem voltar a repetir-se. Tenho informações de que grande parte é militante do PS, o que exige uma intervenção imediata dos órgãos do partido", declarou Manuel Alegre à agência Lusa. Para Manuel Alegre, "este tipo de fenómenos", como o que ocorreu em Ermesinde, no domingo, "resolvem-se à nascença sob pena de a situação ficar incontrolável". "O PS é um partido democrático, onde não há lugar para arruaceiros. As responsabilidades nacionais do partido exigem um clima de serenidade e de respeito mútuo. Se o PS não souber resolver democraticamente os seus problemas internos, corre o risco de perder o país", avisou ainda. Ler mais

*
20-06-2014 com DN

Jorge Sampaio, Manuel Alegre, Almeida Santos e Vera Jardim vieram pedir "uma rápida clarificação" para a "actual situação interna" do partido, para que o PS tenha "condições de exercer as suas responsabilidades", através de uma declaração escrita emitida ontem. Na declaração, os quatro subscritores, "sem pretenderem ultrapassar os órgãos nacionais", apelam para a necessidade de "um clima de respeito mútuo, como é tradição no PS". "O debate interno é desejável", afirmam, mas "não pode arrastar-se tanto que suspenda o papel do PS no debate democrático nacional", concluindo que "um partido não existe para si mesmo. A prioridade é sempre Portugal." Ler mais