"A Democracia não se faz com demagogos e oportunistas, faz-se com cidadãos"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
1 / 2
1 2
*
30-09-2010


“Num plano de equidade e justiça, deveria exigir-se à banca uma maior contribuição para a resolução da crise e dos problemas do país” afirmou Manuel alegre hoje após uma visita à fábrica de Planimolde, na Marinha Grande. O candidato, referindo-se às medidas de austeridade ontem anunciadas, entende que deviam ser “mais evidentes os sinais de contenção de gastos supérfluos” do Estado. Ler mais

*
Manuel Alegre em Gaia:
29-09-2010 TSF

Manuel Alegre afirmou que as recomendações feitas pela OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico) para a economia portuguesa «devem ser vistas com um espírito crítico e não seguidista», já que “muitas das propostas feitas são as mesmas que estiveram na origem da crise actual”. “Há recomendações que devem ser tidas em conta, outras que devem ser vistas com um espírito muito crítico, insistiu o candidato, porque «as mesmas soluções e as mesmas causas produzirão os mesmos efeitos”. Ler mais

*
29-09-2010

Já está na rua o primeiro outdoor da campanha presidencial de Manuel Alegre. Ler mais

Mandatário de Alegre em Paris:
27-09-2010 Lusa

A maioria dos militantes do Partido Socialista (PS) português em Paris “está com Manuel Alegre nas próximas presidenciais”, afirmou hoje à Agência Lusa o mandatário da candidatura para França. Aurélio Pinto, coordenador da secção do PS de Paris e mandatário para França da candidatura de Manuel Alegre, reuniu no domingo pela primeira vez a sua equipa num restaurante da capital francesa e afirmou que “o apoio a Manuel Alegre é muito superior ao que aconteceu nas outras eleições”. Ler mais

*
Manuel Alegre em Gaia:
27-09-2010

“Há uma grande confusão entre a função presidencial e a campanha do candidato Cavaco Silva”, criticou Manuel Alegre esta noite, à entrada para o Clube dos Pensadores em Gaia. “Acho que isso não é bom nem para ele próprio nem para a transparência e a saúde da República”, disse Manuel Alegre, que convidou Cavaco Silva a ter “um pouco de contenção”, porque são “festejos a mais, para o tempo difícil” que estamos a viver. Ler mais

*
25-09-2010

“Espero que haja sentido de Estado e de responsabilidade nacional e que consigamos evitar que a decisão saia das nossas mãos”, afirmou Manuel Alegre esta tarde em Elvas, referindo-se ao “momento de crise e de tensão no país”, em que é preciso colocar “o interesse nacional acima de tudo”. “Não há estabilidade política sem estabilidade social. Eu acho que o Presidente da República deve desdramatizar e não o tem conseguido”, disse ainda o candidato, sublinhando que “a solução está nos partidos políticos” e que o Presidente “já devia ter convocado os partidos políticos há mais tempo”, ressalvando no entanto que “o critério é dele”. Ler mais

24-09-2010 JN (excerto)

Manuel Alegre apelou na quinta-feira, num jantar em Viana do Castelo, à "mobilização" dos autarcas em torno da sua candidatura à Presidência da República, por serem aqueles que "estão mais próximos das populações"."Podemos ganhar esta eleição", foram as palavras que deixou. "Confiança na vitória" foi a mensagem principal que levou para um jantar com o presidente da Câmara de Viana, José Maria Costa, cujo antecessor foi o socialista Defensor Moura, outro candidato a Belém. Rui Solheiro, presidente da Câmara de Melgaço e da Distrital de Viana, foi outro convidado para o jantar onde estiveram dirigentes das concelhias do PS. O BE esteve representado. Ler mais

Manuel Alegre à SIC:
24-09-2010 SIC

“A situação é muito preocupante e eu acho que o senhor Presidente não está totalmente isento de responsabilidades” afirmou Manuel Alegre esta noite à SIC, explicando que “há uma pressão especulativa fortíssima, até indecorosa, sobre o país, há realmente a ameaça de crise” e considerando que o Presidente, que “convocou agora os partidos políticos”, “já o devia ter feito há mais tempo.” Ler mais

24-09-2010

O pior arranque de sempre de um presidente que se recandidata – é o que se constata no estudo da Eurosondagem hoje divulgado pela SIC e que será publicado amanhã pelo Expresso. Manuel Alegre alcança 33%, com melhores desempenhos na área metropolitana de Lisboa e no sul do país, onde atinge 39,2% e 39,8%, respectivamente. Cavaco Silva parte com 54,9%, o pior arranque de sempre para um presidente que se recandidata, com maior apoio no norte e centro e pior na região de Lisboa e no sul. Ler mais

*
Manuel Alegre sobre FMI, em Viana do Castelo:
24-09-2010

“Algumas declarações que têm sido feitas a pedir a intervenção do FMI criam um alarmismo que é contrário ao interesse nacional”, disse Manuel Alegre antes de um jantar com apoiantes em Viana do Castelo. O candidato considera ainda que Cavaco Silva “devia falar mais forte para acalmar pessoas que lhe são próximas e que estão a aumentar a especulação e o assalto ao estado português, fazendo aumentar em milhões de euros o que temos de pagar para conseguir os nossos financiamentos”. Ler mais

*
Manuel Alegre em Viana do Castelo:
24-09-2010

“A violência doméstica é uma problema cultural e social, que tem a ver com a igualdade de género e não se resolve só com leis” disse Manuel Alegre na visita que o levou ontem ao Gabinete de Atendimento à Família (GAF) de Viana do Castelo. Citando os dados do eurobarómetro, publicados anteontem, que colocam Portugal como o 2º país europeu com mais casos de violência contra as mulheres, o candidato afirmou que “continua a haver uma percentagem muito elevada de violência doméstica no País”, “apesar de termos leis boas, uma moldura penal para a protecção às vítimas”. O combate à violência doméstica deve ser "uma prioridade nacional", disse ainda o candidato. Ler mais

Manuel Alegre em mensagem aos emigrantes da Venezuela:
23-09-2010

“Não esquecerei que o Presidente da República assegura a representação nacional e que um onde está um emigrante está Portugal” escreve Manuel Alegre em mensagem que hoje será distribuída aos emigrantes portugueses na Venezuela. “A democracia faz-se com a participação activa de quem sabe o que custou a obter e o que custa todos os dias em esforço, persistência, abertura de espírito, capacidade negocial e boa-fé”, diz ainda Manuel Alegre, sublinhando a importância das próximas eleições presidenciais, em que seremos “chamados a escolher a pessoa que entendemos melhor simbolizar a Pátria”, que “durante 5 anos falará em nome de Portugal, tomará as decisões mais cruciais para o País” e defenderá a Constituição que é “o contrato em que se funda a relação entre o povo e quem em seu nome exerce o poder político”. Ler mais

Manuel Alegre à Antena 1:
23-09-2010 antena 1

“O que é que o senhor Presidente pensa sobre o Estado social? O que fará se aparecer uma lei contra o serviço nacional de saúde?” perguntou Manuel Alegre em entrevista à Antena 1, reiterando que o que o separa do actual Presidente “é saber se se é por ou contra o Estado social”. O candidato voltou a afirmar com clareza que usará o seu veto contra qualquer lei, de qualquer governo, que seja contra o serviço nacional de saúde, a escola pública, a segurança social pública ou outros serviços “de que os portugueses precisam e de que, votem em quem votem, não abdicam”.
Oiça a entrevista na íntegra AQUI Ler mais

Manuel Alegre em Torres Vedras
21-09-2010 http://www.youtube.com/user/manuelalegre2011


“Eu não sou um gestor de silêncios” afirmou Manuel Alegre no jantar de apoiantes em Torres Vedras, defendendo que “é muito importante nós termos na Presidência da República alguém que não se cala quando é preciso falar, alguém que não passe a vida a calcular cada palavra e cada gesto, um Presidente que saiba correr o risco da vida, o risco de comunicar com os portugueses, o risco de estar mais perto e de inspirar os portugueses”. Ler mais

Manuel Alegre e Mafalda Durão Ferreira em Torres Vedras
Manuel Alegre e Mafalda Durão Ferreira em Torres Vedras
Manuel Alegre em Torres Vedras:
21-09-2010


“Acredito na capacidade dos portugueses para resolver os problemas e acho que não precisamos que haja portugueses a apelar à senhora Angela Merkel ou a fazer pedidos ao Fundo Monetário Internacional” afirmou Manuel Alegre esta noite em Torres Vedras, à chegada a um jantar de campanha. “Estamos numa situação difícil. Infelizmente há pessoas que querem o FMI em Portugal e colocam a ideologia e os interesses acima do interesse nacional”, acusou Manuel Alegre, considerando esses apelos “algo muito estranho e nunca visto”. “Somos uma velha pátria, uma velha nação, e somos capazes de resolver os nossos problemas”, disse ainda, deixando um apelo: “Exorto os portugueses a acreditar em Portugal e a lutar contra a descrença”, pois “há quem queira semear a descrença num país que é o mais velho da Europa”. Ler mais

Segunda volta das presidenciais é possível
19-09-2010

A segunda volta das presidenciais é possível se se derrotar a abstenção, como António Carlos dos Santos afirmou no sábado passado no CCB. Manuel Alegre, na primeira volta, atinge os 32,1 por cento das intenções de voto, segundo sondagem da Aximage hoje publicada no Correio da Manhã. Não sabemos a pergunta que foi colocada nem como foram feitas as projecções de voto, mas a comparação com anteriores sondagens da Aximage mostra que Manuel Alegre, desde Março de 2010, passou de uma intenção de voto de 21,60% para os actuais 32,10%, descolando assim com uma subida de mais de 10 pontos que nenhum dos outros candidatos registou. Ler mais

19-09-2010

Um grupo de apoiantes de Manuel Alegre, identificados pelas camisolas da campanha e com bandeiras nacionais, percorreu sábado à noite as ruas da Baixa de Coimbra, distribuindo o
primeiro folheto da campanha, em solidariedade com os comerciantes desta zona de Coimbra e com a revitalização do espaço que é o coração do centro histórico da Cidade.

Ler mais
Manuel Alegre preocupado com expulsão de ciganos pelo governo francês:
18-09-2010 Lusa

“Estou preocupado, porque se trata de um mau sinal. É um sinal de xenofobia e de tentar encontrar um bode expiatório”, afirmou Manuel Alegre em entrevista à agência Lusa a propósito das recentes expulsões de ciganos em França. O candidato presidencial aproveitou para vincar as seculares tradições democráticas e republicana da França: “Tenho o maior respeito pela França, estive exilado neste país e a França é uma terra de liberdade e de direitos humanos. Tenho um grande respeito pela França Republicana e democrática, mas parece-me que estas medidas contrariam um pouco esse espírito”. Ler mais

Manuel Alegre em entrevista à Lusa:
17-09-2010 com Lusa

“A questão essencial é esta: por ou contra o Estado Social? Por ou contra o Serviço Nacional de Saúde e os outros direitos? Por ou contra a justa causa como motivo de despedimento? Sobre isso o Presidente até agora não disse nada. Não dá garantias” afirmou Manuel Alegre em entrevista à Lusa. “O que são “mudanças incontestáveis”, interrogou-se o candidato, referindo-se a recentes declarações de Cavaco Silva sobre a revisão constitucional. “Serão aquelas que propõe o PSD? Serão outras? Eu não sei. Isso é uma frase que não tem substância política”, concluiu Manuel Alegre. Ler mais

11-09-2010 http://www.youtube.com/user/alegre2011


António Carlos dos Santos responde a Marcelo Rebelo de Sousa, que com as suas críticas "o que pretende, no fundo, é evitar que seja feito um balanço político da acção do actual Presidente da República, pois esse balanço revela fragilidades políticas inadmissíveis." Ler mais

1 / 2
1 2