Nós voltaremos sempre em maio
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
1 / 3
1 2 3
Manuel Alegre em Sines
30-11-2010 http://manuelalegre2011.pt


Manuel Alegre acusou hoje em Sines Cavaco Silva de aderir ao “projecto estratégico de destruição do Estado Social” da direita, ao defender que a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde devia ser discutida sem "preconceitos ideológicos". Para o candidato, o actual Presidente é co-responsável pela crise económica e pela situação do país, considerando o seu mandato uma “experiência falhada”. Ler mais

Reportagem da RTP
28-11-2010 Paulo Dentinho, RTP


Manuel Alegre terminou nos arredores de Paris a sua campanha junto da diáspora portuguesa. Foi um momento de emoção na associação portuguesa de Pontault Combault. Evocou-se o poeta da liberdade quando não havia liberdade, mas hoje a luta já não é clandestina, luta-se em democracia pela Presidência da República. Ler mais

Manuel Alegre em França:
28-11-2010 com Lusa

"A Irlanda afundou-se para salvar a banca", criticou Manuel Alegre em Léognan. "Se a entrada do FMI vai ser uma coisa ultra-penosa para a Irlanda, pensemos no que será para Portugal”, comentou. Por considerar que esse cenário não está afastado, pois a aprovação do Orçamento de Estado para 2011 “não livra” Portugal de ter de recorrer ao FMI, Manuel Alegre lançou um apelo a "uma mobilização nacional para impedir o recurso ao FMI" e a “uma reflexão dos socialistas sobre o futuro da Europa”. Ler mais

*
Manuel Alegre hoje em Léognan:
27-11-2010

Manuel Alegre dirigiu hoje fortes críticas ao presidente francês Sarkozy por se ter aliado à senhora Merkel contra os países periféricos da Europa, recordando contudo que há outra França, a França republicana, progressista e socialista. Para o candidato, que falava numa recepção no município de Léognan, na região de Bordéus, e que defende “uma democracia activa” a partir de Belém, “é preciso repensar na Europa” e “refazer a solidariedade” que esteve na base da construção europeia. Manuel Alegre defendeu que “Portugal tem condições para resolver os seus próprios problemas” e considerou “lamentável” que o líder do principal partido da oposição defenda a entrada do FMI, porque isso “enfraquece a posição portuguesa”. Ler mais

27-11-2010

A sondagem da Eurosondagem para a SIC, Expresso e Rádio Renascença hoje publicada no Expresso repete, com variações inferiores à margem de erro do estudo, os valores de há um mês atrás. Manuel Alegre surge agora com 32% das intenções de voto e Cavaco Silva com 57%, mas na Área Metropolitana de Lisboa e no sul do país o actual Presidente não consegue os 50% e Manuel Alegre sobe para 40%.

Estes resultados são bastante diferentes de sondagens divulgadas a seguir ao anúncio da recandidatura de Cavaco, com variações que podem chegar a mais de 20 pontos, pondo em causa o grau de confiança que se pode ter neste tipo de instrumentos. Mas o mais importante é referir que estes números surgem depois de um mês em que a campanha presidencial quase desapareceu dos media e em que o actual Presidente foi notícia praticamente todos os dias, com os canais generalistas a dedicar 4 horas e 55 minutos a Cavaco Silva.

Os resultados de Manuel Alegre em metade do país reforçam, como referiu o director da campanha, Duarte Cordeiro, “a convicção de que vai haver um segunda volta”. O que é preciso é que esta campanha não continue a ser desvalorizada e silenciada. Como Manuel Alegre dizia na entrevista ao Sol, não estamos “outra vez na clandestinidade”.

Os debates e a intensificação da campanha irão certamente contribuir para reforçar a mensagem essencial da sua candidatura: precisamos de um Presidente capaz de defender Portugal nesta hora difícil. E capaz de resistir e de se bater com todas as suas forças pelos direitos sociais ameaçados, aqui e em toda a Europa, por uma ofensiva escandalosa dos mercados financeiros, com a conivência da direita conservadora e perante o silêncio cúmplice de Cavaco Silva. Ler mais

Manuel Alegre com Harlem Desir
Manuel Alegre com Harlem Desir
De acordo com comunicado hoje divulgado do PS francês
27-11-2010

O Partido Socialista Francês declarou ontem em comunicado o seu “apoio entusiástico”, bem como da sua líder, Martine Aubryo, à eleição presidencial de de Manuel Alegre, depois do enocntro do candidato com Harlem Désir, Secretário Nacional do PS francês. O Partido Socialista francês "acredita que a eleição desse grande escritor, militante histórico da esquerda portuguesa e dirigente político de dimensão internacional, seria uma grande vitória para a esquerda em Portugal, mas também para o conjunto da esquerda europeia”. Ler mais

Miguel Vale de Almeida sobre entrevista de Manuel Alegre ao Sol:
26-11-2010

"Uma confissão de percurso pessoal", é como Miguel Vale de Almeida, deputado independente que liderou o debate sobre a lei dos casamentos homossexuais na Assembleia da República, classificou a posição de Manuel Alegre sobre a adopção por casais do mesmo género, criticando o título do destaque do Sol à entrevista de Manuel Alegre, que dava a entender o contrário. Ler mais

Manuel Alegre com Bertrand Delanoe
Manuel Alegre com Bertrand Delanoe
Manuel Alegre em visita de três dias a França
26-11-2010 http://manuelalegre2011.pt

O presidente da Câmara de Paris, Bertrand Delanoë, disponibilizou-se para entrar na campanha presidencial de Manuel Alegre, em Lisboa ou na capital francesa, e irá gravar um vídeo de apoio ao candidato. O apoio foi manifestado durante um encontro na Câmara parisiense, no âmbito da visita de três dias a França. “Foi um encontro marcado por uma grande solidariedade e fraternidade socialista”, disse o candidato que manifestou a sua satisfação pelo apoio recebido: “Fiquei muito sensibilizado, até porque Bertrand Delanoë é uma das grandes figuras do socialismo francês”, afirmou. Ler mais

*
Manuel Alegre em entrevista ao Sol:
26-11-2010

“É difícil as pessoas suportarem sacrifícios, sobretudo quando não se lhes dá sentido para esses sacrifícios”, defende Manuel Alegre em entrevista ao semanário Sol. O candidato acusa Cavaco Silva de ser também responsável pela crise uma vez que, depois dos alertas que disse ter lançado, “se não o ouviram, falhou redondamente”. Sobre o facto do candidato da direita não estar disponível para debates televisivos, Manuel Alegre considera que é "porque ele tem medo do debate. Não gosta da incomodidade que é a democracia".
Veja a entrevista AQUI Ler mais

26-11-2010 Lusa

A candidatura de Manuel Alegre na Madeira anunciou hoje que vai proceder sexta-feira à retirada dos cartazes do candidato presidencial no centro do Funchal. Em comunicado, os responsáveis pela candidatura na região esclarecem que esta decisão se deve «apenas e tão só ao reconhecimento e à valorização do Natal como uma manifestação cultural». Ler mais

Nos próximos dias 26, 27 e 28 Novembro
25-11-2010

Manuel Alegre realiza uma visita de três dias a França, onde fará um conjunto de reuniões institucionais e encontros com representantes das comunidades portuguesas e personalidades francesas, em Paris e Bordéus. Esta visita foi antecedida por um jantar, a convite do embaixador de França em Lisboa, Pascal Teixeira da Silva, com quem o candidato presidencial analisou a situação política e financeira da União Europeia e as questões relacionadas com os direitos de participação eleitoral da comunidade portuguesa. Ler mais

Manuel Alegre e Vera Jardim
Manuel Alegre e Vera Jardim
Manuel Alegre nas Caldas da Rainha:
22-11-2010


“Há um muro de silêncio à volta das eleições presidenciais”, acusou hoje Manuel Alegre num jantar de apoiantes nas Caldas da Rainha, “uma clara tentativa de minimizar e desvalorizar a eleição presidencial”. “É evidente que isto interessa à direita e ao candidato Cavaco Silva, que não gosta de campanha”, explicou o orador, “e também não gosta de perguntas incómodas e de debate. Mas a democracia é ela própria uma incomodidade”. Num discurso feito, como habitualmente, de improviso, e frequentemente interrompido por aplausos, Manuel Alegre afirmou que o papel do Presidente da República é “fazer ouvir a voz de Portugal e defender a reconstrução da Europa”. “Não podemos permitir, disse, que em nome de uma guerra cambial a Europa seja desconstruída a favor do centro mais poderoso e em desfavor dos países periféricos”. Ler mais

No almoço da Ribeira
No almoço da Ribeira
Manuel Alegre com agentes da cultura do Porto:
21-11-2010 http://manuelalegre2011.pt

Manuel Alegre almoçou hoje na Ribeira do Porto com artistas e agentes culturais. O candidato visitara antes o Teatro Nacional de São João onde deixou um apelo à tutela para repensar a integração da instituição na OPART, prevista no OE 2011. Ler mais

*
Manuel Alegre no almoço de autarcas no Porto:
20-11-2010

“Somos um país com muitas desigualdades e assimetrias" alertou Manuel Alegre esta tarde num almoço no Porto, com autarcas e dirigentes dos movimentos e forças políticas que apoiam a sua candidatura. “Temos muitos défices”, disse o candidato, entre os quais “o défice das assimetrias e da interioridade”. Manuel Alegre confessou “com humildade” que, depois do que aprendeu na última campanha presidencial ao percorrer o país, é hoje um cidadão “completamente convertido à regionalização como um factor de democratização e desenvolvimento do país”. Ler mais

*
Manuel Alegre no mercado do Bolhão no Porto
20-11-2010 http://manuelalegre2011.pt


Entre os estreitos corredores, ao som dos bombos da Associação Recreativa Águias de S. Mamede de Infesta, Manuel Alegre distribuiu beijos e abraços a comerciantes e foi junto das bancas do peixe que o candidato recebeu fortes elogios. “Merece, merece o nosso apoio, se não fosse o senhor o mercado estava fechado”, desabafou a peixeira Sara Araújo, lembrando que o candidato foi o “único” que recebeu uma comitiva de comerciantes na Assembleia da República, enquanto vice-presidente do Parlamento, aquando da entrega de uma petição em defesa do mercado, contra o seu encerramento. Ler mais

Manuel Alegre em Matosinhos:
19-11-2010 com Lusa

“Estou farto de ouvir muita gente que parece que se regozija com as nossas dificuldades e a querer decretar o fim de Portugal”, disse o candidato presidencial, que falava aos jornalistas em Lavra, Matosinhos, após um encontro com empresários do setor do mobiliário. Alegre criticou “os que estão sempre a abrir as portas ao FMI, que parece que se comprazem com as nossas dificuldades”, e declarou que “precisamos de ter confiança em nós próprios, de apontar o caminho de esperança e ter orgulho no nosso país e na nossa capacidade”. Ler mais

*
Livro-entrevista de João Céu e Silva sobre Manuel Alegre
18-11-2010

Uma Longa Viagem com Manuel Alegre é o título de um livro-entrevista de João Céu e Silva, jornalista do DN, a Manuel Alegre. No livro, o poeta-político fala do fim da amizade com Mário Soares, de como conheceu Che Guevara em Argel e do discurso que fez “em dez minutos” no Congresso do PS de 74, que viria a ser determinante para o futuro do partido e da democracia. Sobre a sua escrita, admite que "não há nada que impeça o presidente de publicar um livro de poemas", lembrando os exemplos de Václav Havel e Leopold Senghor, ou de Mao Tsé-Tung, "mas esse é mau exemplo”, diz, “porque a poesia dele não era grande espingarda."
Veja excertos do livro AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre reúne em Faro com trabalhadores da Groundforce
18-11-2010


Manuel Alegre manifestou-se hoje solidário com os trabalhadores da Groundforce que perderam os seus postos de trabalho em condições que considera de “grande insensibilidade social”. Após uma reunião em Faro com representantes dos trabalhadores, o candidato defendeu a necessidade de sensibilidade do Estado para que a situação não se torne irreversível. Ler mais

*
Manuel Alegre em Tavira:
18-11-2010

“Apesar de haver quem não esteja muito interessado em fazer emergir a eleição presidencial” disse Manuel Alegre esta noite em Tavira, “esta tão grande mobilização num dia de semana, à semelhança do que aconteceu em Coimbra, Viseu e Montalegre, demonstra que é possível ganhar esta eleição”. Perante as mais de quatrocentas pessoas que o interromperam muitas vezes com aplausos, Alegre manifestou-se chocado com a situação dos 336 desempregados da Groundforce, com quem se encontrou esta tarde, considerando “intolerável” a forma como foi feito o despedimento numa empresa pública. “Sou um homem livre, independente, habituado a dizer o que pensa. E quero daqui fazer um apelo para que esta situação seja repensada e reconsiderada”, afirmou, insistindo em que “o Estado social não é uma abstracção, são direitos sociais concretos de pessoas concretas”. Ler mais

*
Manuel Alegre com dirigentes da Associação Académica de Coimbra
17-11-2010


No contexto da manifestação estudantil em Lisboa, Manuel Alegre encontrou-se esta tarde com dirigentes da Associação Académica de Coimbra, responsável pela organização da acção de protesto. O candidato manifestou-se preocupado com a redução das prestações sociais aos estudantes e deixou um apelo ao Governo para encontrar forma de evitar o abandono escolar. Ler mais

1 / 3
1 2 3