"A Democracia não se faz com demagogos e oportunistas, faz-se com cidadãos"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
Comunicado da Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN:
21-11-2011

A Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN acaba de anunciar em comunicado que recebeu de Manuel Alegre a seguinte declaração de apoio e solidariedade à Greve Geral de 24 de Novembro: “Manifesto a minha total solidariedade e apoio à greve geral porque é necessário defender os direitos dos trabalhadores e as funções sociais do Estado contra a revolução ultraliberal e conservadora que configura a maior ofensiva estratégica de sempre no sentido do empobrecimento do país e do esvaziamento dos direitos sociais da nossa democracia tal como estão consagrados na nossa Constituição. Manuel Alegre" Ler mais

Manuel Alegre em entrevista à SIC Notícias
21-11-2011

“Estamos perante uma aceleração da história”, disse Manuel Alegre em entrevista a António José Teixeira no Programa Portugal 2011, transmitido dia 19 e retransmitido dia 21. “Às vezes parece, explicou, que certos políticos não percebem que isto não é um ciclo normal”. “Pensam que haverá eleições daqui a 4 anos, mas daqui a 40 dias pode estar tudo empandeirado”, alertou. Ler mais

*
Manuel Alegre entrevistado na SIC Notícias
20-11-2011 com Lusa

O Presidente da República, "sem fazer oposição ao Governo e numa situação tão difícil", deve expressar a sua opinião e deve saber interpretar as angústias dos portugueses, defende Manuel Alegre. Numa entrevista transmitida no sábado pela SIC Notícias, Manuel Alegre, ex-candidato presidencial, disse que "o país precisa de um tubo de escape" e que o papel do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, é saber "interpretar as angústias das pessoas". Ler mais

*
Manuel Alegre em Sobral de Monte Agraço:
17-11-2011 Lusa

Manuel Alegre defendeu ontem no Sobral de Monte Agraço que Portugal e outros países europeus estão a ser vítimas de um novo imperialismo, liderado pelos capitalismos da Alemanha e França. "Estamos a ser vítimas de um novo imperialismo", afirmou Manuel Alegre, explicando que existe "uma economia subordinada ao capital financeiro e uma democracia sequestrada pelo capital financeiro e pelos especuladores". Ler mais