"A Democracia não se faz com demagogos e oportunistas, faz-se com cidadãos"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Notícias
1 / 3
1 2 3
Opinião
31-12-2010 Elisio Estanque, Público

"A campanha em curso de ataques soezes contra Manuel Alegre (...) tem como objectivo não apenas branquear a importância do nosso passado histórico recente, mas igualmente estender a passadeira ao candidato Cavaco Silva, o economista e ex-primeiro ministro cujas responsabilidades políticas no processo português de adesão à UE devem ser lembradas"
Veja o artigo AQUI Ler mais

Manuel Alegre sobre caso BPN:
31-12-2010 com Lusa

Cavaco Silva "nunca podia ter dito que não teve ligações ao BPN. Se teve acções da SLN, teve ligações ao BPN. Se é economista, ele sabe isso", afirmou Manuel Alegre à Lusa. O candidato considerou ainda “ao criticar a actual administração do BPN, Cavaco Silva está a procurar desviar as atenções do essencial, que é a gestão danosa da anterior administração".
Veja o comentário de Daniel Oliveira AQUI Ler mais

Opinião - editorial do jornal Público
30-12-2010 Público

A marca que sobressaiu do único debate entre os dois verdadeiros candidatos presidenciais desta campanha foi o ressurgimento de Manuel Alegre, numa altura em que a sua campanha parecia estar soterrada pelo desinteresse dos eleitores e pelo enorme favoritismo de Cavaco Silva. Mas Alegre ganhou o debate de ontem. E, talvez mais importante do que isso, Cavaco perdeu-o.
Leia o editorial AQUI Ler mais

Manuel Alegre em entrevista ao Sapo:
30-12-2010 sapo


No rescaldo do debate mais aceso e mais visto destas eleições presidenciais, Manuel Alegre fez um balanço e afirmou que “ninguém está eleito, nada está resolvido”. Em entrevista ao SAPO, o candidato presidencial desvalorizou as sondagens e garantiu que vai lutar por uma segunda volta. Ler mais

*
Manuel Alegre em frente-a-frente com Cavaco Silva na RTP:
29-12-2010

“É preciso ter esperança, mas a esperança cria-se”, afirmou Manuel Alegre no final do debate televisivo com Cavaco Silva, um debate marcado pelo contraste entre a agressividade crispada de Cavaco Silva e as respostas serenas de Manuel Alegre, delimitando com muita clareza as diferenças entre as duas candidaturas. Alegre fez questão de recordar que “o combate à crise é um combate político” e que tem “uma visão mais aberta” acerca de leis que “representaram progressos civilizacionais”, como a lei da IVG, da paridade, do divórcio e da procriação medicamente assistida. Para Manuel Alegre o que está em causa nas eleições é a agenda política das “forças conservadoras apoiadas pelos grandes interesses” “no sentido de esvaziar o conteúdo social da Constituição que vai ser jurada pelo próximo Presidente” e por isso apelou à resistência contra a abstenção.
Veja o debate no site da RTP AQUI Ler mais

Opinião
27-12-2010 André Freire, Público

"Cavaco não tem condições para ser um contrapeso em defesa do Estado social: muitos dos seus apoiantes pressioná-lo-ão para que seja o seu coveiro. Em sentido oposto, pelos seus valores, pelas suas práticas e pelos compromissos recentemente assumidos, Alegre é o candidato mais bem posicionado para defender os serviços públicos nestes tempos difíceis."
Leia o artigo AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre em frente a frente com Fernando Nobre na TVI:
22-12-2010 com Lusa

“Tenho muito orgulho em ser um dos construtores da democracia” afirmou Manuel Alegre no frente-a-frente com Fernando Nobre na TVI. Manuel Alegre considerou que Fernando Nobre preferiu falar do passado e “pessoalizar” a questão, enquanto ele preferiu “discutir questões políticas, que são essas que são importantes”. “Somos candidatos à Presidência da República e estamos aqui para discutir o que é que isso significa e o que cada um pensa para o país”, destacou Manuel Alegre. Ler mais

*
21-12-2010 http://manuelalegre2011.pt/

Manuel Alegre assinou um documento de compromisso com cerca de uma centena de dirigentes sindicais da CGTP-IN e da UGT, no qual promete usar todos os seus poderes para defender os direitos sociais e os serviços públicos. Intitulado “Um compromisso entre Manuel Alegre e os trabalhadores”, o candidato presidencial recebe em contrapartida o apoio destes sindicalistas. “Nós, sindicalistas e activistas sociais, comprometidos com o mundo do trabalho, a defesa do Estado social e dos direitos dos trabalhadores, identificamo-nos com este candidato que tem uma visão humanista de Portugal e não uma visão contabilística. Um homem para quem as pessoas são pessoas e não números”, afirmam os sindicalistas apoiantes de Manuel Alegre.
Veja em baixo o documento "Um Compromisso entre Manuel Alegre e os trabalhadores".
Se quiser suscrever o documento faça-o através do mail: sindicalistasapoiamalegre@gmail.com Ler mais

Opinião
21-12-2010 Jacinto Lucas Pires, Público

Em Janeiro, a escolha é muito clara. Começamos a mudança ou continuamos de braços cruzados à espera que o céu nos caia na cabeça? Contentamo-nos com a resignação tecnocrática ou votamos numa visão política, positiva, de transformação? Apoio Manuel Alegre porque está na hora de voltar a acreditar na política e na mudança. De voltar a viver a política como um lugar próximo de todos, um lugar de verdade e ideias apaixonadas. Não venceremos nenhuma crise com menos do que isto.
Veja mais AQUI Ler mais

Breve resumo da campanha eleitoral
19-12-2010 http://www.youtube.com/manuelalegre2011
*
19-12-2010

Coube a Maria de Belém, mandatária nacional, fazer a apresentação da Comissão de Honra, uma lista de 1918 personalidades dos mais diversos quadrantes profissionais e políticos que assim dão público testemunho do seu apoio à candidatura. Em seguida falou Jorge Sampaio, que num registo afectivo e bem humorado explicou as razões que o levam a assumir o apoio a Manuel Alegre, num momento de tão grave crise nacional.
Veja a lista da Comissão de Honra AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre na apresentação do Contrato Presidencial
19-12-2010

"Não sou só eu que me candidato. Somos todos nós, os que acreditamos nos valores da liberdade, da justiça social e da solidariedade; todos nós, os que queremos uma democracia melhor; todos nós, os que dentro de partidos ou fora deles queremos uma nova esperança para Portugal. Dirijo-me às mulheres, aos homens e aos jovens do meu país, aos independentes e membros dos movimentos cívicos que estão na génese da minha candidatura, dirijo-me aos meus camaradas do Partido Socialista, dirijo-me aos companheiros do Bloco de Esquerda e da Renovação Comunista, dirijo-me a todos os que se reclamam da Doutrina Social da Igreja e a todos os portugueses e portuguesas que estão descontentes e querem dar a volta à política para construir uma sociedade mais justa e mais humanista: esta é uma hora de unir,de somar e de mobilizar."
Veja o Contrato Presidencial AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre em frente a frente com Francisco Lopes
18-12-2010 sic on-line

“Não cederei a pressões ilegítimas contra o Estado democrático” garantiu esta noite Manuel Alegre em frente-a-frente com Francisco Lopes na SIC Notícias. Um debate em que ficaram claras diferenças entre os dois candidatos, em especial no que respeita à Europa, com Manuel Alegre a apelar a toda a esquerda europeia no sentido de mudar a Europa, hoje dominada pelo centro contra a periferia. Ler mais

18-12-2010

Jorge Sampaio usará da palavra amanhã na cerimónia de apresentação da Comissão de Honra da candidatuar de Manuel Alegre. O candidato apresentará também o seu Manifesto Presidencial. O evento realiza-se às 15.00, na antiga FIL (R. da Junqueira) em Lisboa. Ler mais

Em jantar da Figueira da Foz
17-12-2010 RTP on-line


Manuel Alegre assegura que se for Presidente da República não vai deixar que os direitos sociais dos cidadãos sejam postos em causa. Num jantar que reuniu ontem perto de 300 apoiantes na Figueira da Foz, o candidato presidencial salientou que Portugal precisa de um novo modelo de desenvolvimento. Ler mais

Manuel Alegre com o presidente cessante da Associação Aacdémica de Coimbra
Manuel Alegre com o presidente cessante da Associação Aacdémica de Coimbra
Manuel Alegre na Universidade de Coimbra:
17-12-2010 http://manuelalegre2011.pt

Manuel Alegre defendeu hoje, em Coimbra, a necessidade de mudar o modelo de desenvolvimento actual, em que “uma juventude cada vez mais qualificada” se confronta com “um mercado de trabalho desadequado”. Para o candidato, um país que não ultrapasse a “precariedade e incerteza da juventude” é “um país ameaçado e uma democracia falhada”. Ler mais

*
Manuel Alegre em chat no Público on-line:
17-12-2010 Público on-line

Manuel Alegre esteve esta manhã num chat no Público on-line, moderado pela jornalista São José Almeida, no qual expôs as razões da sua candidatura e respondeu às perguntas dos leitores. Questionado sobre o que deseja para as mulheres portuguesas em 2011, o candidato manifestou o desejo da "plena vivência dos seus direitos já consagrados na Constituição e na Lei". Para Manuel Alegre, "não basta instituir na lei a igualdade de género, é preciso levá-la para a vida em todos os sentidos. Profissão, política, família", considerando que "um dos problemas mais graves neste momento ainda é o da discriminação da mulher no trabalho".
Veja a transcrição integral AQUI Ler mais

*
O compromisso de Manuel Alegre na RTP1:
16-12-2010 www.rtp.pt

“Estarei mais perto daqueles portugueses que neste momento são ao mais sacrificados pela crise”, disse Manuel Alegre esta noite no debate na RTP com Defensor de Moura. “Este é o meu compromisso de hoje porque este tem sido o compromisso de toda a minha vida”.
Veja o debate na íntegra AQUI Ler mais

*
Manuel Alegre em debate com alunos do ISCTE
15-12-2010 http://manuelalegre2011.pt/

Manuel Alegre garantiu hoje que não se candidata para favorecer nenhum Governo nem será um Presidente de facção. Num debate com alunos no ISCTE, o candidato reafirmou que a sua candidatura é “suprapartidária, independente e pessoal”, defendendo que “a imparcialidade é uma condição indispensável do Presidente da República”. Manuel Alegre reiterou a convicção que nas eleições de 23 de Janeiro será “a primeira vez que um Presidente eleito vai à segunda volta e na segunda volta é derrotado”. Ler mais

Manuel Alegre no mercado da Ribeira:
15-12-2010


"Não quero ser o Presidente da depressão, quero ser o Presidente da recuperação, afirmou Manuel Alegre ontem à noite no Mercado da Ribeira, em Lisboa, numa sala cheia com mais de 600 pessoas. "Não quero ser o Presidente da resignação, continuou, quero ser o Presidente da mudança e da esperança. E peço a todos que me ajudem a reconstruir a palavra esperança, a dar um sentido concreto à palavra esperança na construção em Portugal de uma sociedade mais justa, mais humanista e mais solidária". Ler mais

1 / 3
1 2 3