"Corri riscos, estive com pessoas que pertencem à História. Tudo isso fez de mim aquilo que sou."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
Um homem não se rende
31-12-2010

Ao iniciar um novo ano no auge de um combate decisivo para Portugal, lembramos as palavras proféticas de Manuel Alegre, há nove anos atrás, no conto “O quadrado”.

Por mais que me intimem e me intimidem continuarei a resistir. Não propriamente por razões militares ou morais. Digamos que por razões estéticas. Um homem não se rende.
(…)
(…) eles aí estão, tenho de defender o meu quadrado, não há outro sentido senão este, lutar até ao fim, um homem não se rende, não seria bonito, seria, aliás, se me permitem, uma falta de educação, uma grande falta de educação.

Manuel Alegre, no conto “O quadrado”, Dezembro de 2002