"Amália, mais do que ela, é todos nós"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
Em entrevista na TVI
Amália contada por Manuel Alegre
21-07-2020 TVI


No dia em que o livro "As sílabas de Amália" está à venda nas livrarias, em entrevista a Manuel Luís Goucha, no programa "Você em directo"na TVI, Manuel Alegre fala de Amália, da pandemia "que não esperávamos" e das desigualdades, "outra forma de pandemia". Termina lendo um poema que escreveu sobre Amália quando estava hospitalizado no exílio e que mais tarde lhe ofereceu.

Aceda a outros excertos da entrevista:

Manuel Alegre recorda a fadista, que conheceu em Paris, em casa de Alain Oulman. Fala da sua complexidade e honestidade, elogiando a sua voz e maneira de cantar, dizendo que ela era "uma aristocrata do povo" e que quando cantava "dizia as sílabas todas"AQUI

Manuel Alegre refere histórias e momentos com a fadista, que era raiana mas podia cantar fado, flamenco, tango, qualquer música, até Mozart. Fala dos vários poetas que viram as suas obras cantadas pela artista, incluindo os poetas populares que "têm o instinto da língua" AQUI

O poeta e escritor que esteve preso pela PIDE e lutou pela democracia reforça a necessidade de o país não ser tão dependente: reindustrializar, produzir mais e melhor, contar com as nossas próprias forças e investir no SNS e na escola pública, uma das riquezas da nossa democracia AQUI