Descobrir não é criar. Chegámos sempre ao que, antes de nós, já lá estava. Mas em cada chegada aconteceu uma dupla descoberta: a dos outros por nós e a de nós próprios pelos outros.
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
*
Manuel Alegre:
Em defesa da TAP e da soberania nacional
31-01-2015 Manuel Alegre

Na manifestação que hoje reuniu no aeroporto de Lisboa um largo número de cidadãos contra a privatização da TAP, a convite do movimento "Não TAP os olhos", Manuel Alegre juntou a sua voz à dos manifestantes, através de uma mensagem, lida e aplaudida pelos presentes, em que acusa "os que querem privatizar a TAP" de serem "feitores dos mercados" e denuncia: "Não estão só a vender a TAP. Estão a vender a língua portuguesa e a lusofonia, estão a vender Portugal."

Mensagem de Manuel Alegre

Os que querem privatizar a TAP não conhecem a História de Portugal, não sabem que Portugal se fez viajando e navegando e que a identidade e a independência do nosso país são inseparáveis da autonomia e do controlo do Estado nas ligações com outros povos e outros continentes. Os que querem privatizar a TAP estão a destruir aquilo a que Natália Correia chamava “a dimensão transportuguesa de Portugal.”

São feitores dos mercados. Colocaram os interesses dos credores e a lógica dos interesses privados acima dos valores permanentes de Portugal. Estão a vender um bem público fundamental para a posição geostratégica do nosso país. Não estão só a vender a TAP. Estão a vender a língua portuguesa e a lusofonia, estão a vender Portugal. Por isso junto a minha voz à vossa voz em defesa da TAP e da soberania nacional."