"Corri riscos, estive com pessoas que pertencem à História. Tudo isso fez de mim aquilo que sou."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
Resposta a Vital Moreira
31-01-2010 João Silva, Diário de Coimbra

Na sua habitual coluna de opinião no Público Vital Moreira volta – adoptando a grafia do Novo Acordo Ortográfico – a Manuel Alegre e à sua candidatura presidencial. Fá-lo com a autoridade de alguém que não sendo do PS faz uma interpretação autêntica da sua linha político-ideológica e uma defesa da sua modernização social-democrata. Uma linha de desvitalização do PS enquanto partido de esquerda. Ler mais

*
31-01-2010 Nuno David, Público

Manuel Alegre é um candidato no qual até Vital Moreira, apesar da sua análise algo enviesada, poderá vir a votar. Ler mais

*
27-01-2010 Ricardo Castanheira, Jornal "As Beiras"

A candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República era, há muito, uma inevitabilidade. Diria mais, desde o dia em que alcançou um resultado notável – face a todas as circunstâncias – e na sequência do crescente afastamento de Alegre do Partido Socialista (leia-se Sócrates) que estava “escrito nas estrelas” este desígnio do poeta.

Ler mais
*
Manuel Alegre
23-01-2010 Fernando Madaíl, DN Gente

O primeiro candidato a apresentar-se à próxima corrida ao palácio de Belém foi revelando a sua biografia ao longo da sua vasta obra de poesia, de prosa e de crónicas. Mas, a partir de agora, vai acrescentar mais umas páginas na sua biografia de político-poeta. Ler mais

*
23-01-2010 São José Almeida, Público

O PS terá de avaliar se quer ficar com a responsabilidade histórica de não contribuir para a eleição de um PR de esquerda.

Ler mais
*
23-01-2010 João Marcelino, DN (excerto)

Seja como for, as próximas presidenciais serão uma luta interessante e intensa. Cavaco Silva tem vantagem, mas a verdade é que nunca ganhou umas eleições com sequer 51% de votos. Teve 50,22% na primeira maioria do PSD, em 87; 50,60% na segunda, em 1991; e 50,54% nas eleições presidenciais de 2006. Vantagem tem, mas não tanta quanto aquela que transparece da recente sondagem da Aximage (para o Correio da Manhã). O apoio do PS a Alegre tornará esta disputa muito, mas mesmo muito, equilibrada. Pela primeira vez, um presidente da República pode não ser reeleito. Esse risco nunca esteve, antes, sobre Eanes, Soares ou Sampaio.

Ler mais
*
21-01-2010

Não se pode agradar a gregos e a troianos. Na vida há sempre quem goste e o seu contrário. Mas a inveja continua a ser o pior dos males da humanidade. No caso de Alegre, os que não gostam dele - e não me refiro aos adversários políticos de direita -, são muitas vezes as figuras de segunda linha, personagens sem voz e sem luz próprias que arremessam pedras para disfarçarem a má consciência da sua própria morte sem memória futura. Eu compreendo alguns desabafos, mas também sei que o azedume de alguns camaradas do meu partido (PS) é tudo, menos tolerante. Que cada um assuma as suas responsabilidades.

Ler mais
*
Crónicas Portuguesas
20-01-2010 Sebastiá Bennasar, Diari de Balears

Talvez Alegre, com as suas ideias e a sua capacidade de imaginar um Portugal melhor, seja capaz de aglutinar à sua volta os votos das esquerdas. Veremos se o Partido Socialista o apoia. Se o não fizer, corre o risco de voltar a deixar a Presidência da República nas mãos do candidato das direitas. A bola está na mão dos socialistas, mas a mim agrada-me pensar que Portugal pode ter um presidente poeta.

Ler mais
*
Editorial do jornal i
20-01-2010 Sílvia de Oliveira, jornal i

Alegre é provavelmente o pior adversário que Cavaco poderia ter. A personalidade dos candidatos pode assumir uma relevância invulgar.

Ler mais
*
PRIMEIRO PLANO
19-01-2010 Jaime Nogueira Pinto, jornal i

Alegre, um homem de esquerda, nunca renegou os conceitos de nação e pátria. Na outra margem, ficamos à espera que também alguém pense nisso.

Ler mais
*
17-01-2010 Cipriano Justo, Público

Passados quatro anos, Manuel Alegre pode continuar a reclamar o resultado que obteve em 22 de Janeiro de 2006.

Ler mais