"Corri riscos, estive com pessoas que pertencem à História. Tudo isso fez de mim aquilo que sou."
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
Para todos os assuntos relacionados com o autor Manuel Alegre ou com a sua obra literária contacte rbreda@dquixote.leya.com
1 / 2
1 2
Vítor Mendes
31-01-2010

Portugal vive submerso numa profunda e grave crise económica, financeira e social.
Todos os indicadores apontam para um inexorável fim : a falência portuguesa!
O Governo teve de, neste Orçamento do Estado, apertar o cinto e, de novo, pedir sacrifícios aos portugueses. Pena foi que Sócrates palrasse antes das eleições que o País estava no bom caminho, pois ludibriou muitos socialistas.
Este é uma mundo, uma realidade do nosso País: um mundo que carrega nos ombros todas as crises.

Mas qual será o outro mundo? Eu digo-vos! É o mundo da ambição, da loucura pelo Poder, do fanatismo pelo dinheiro e pelo mediatismo megalómano. Um mundo em que salários dos políticos são "acima da média", cada governante tem o seu BMW (ou melhor), tem do bom e do melhor!
Tenho pena que assim seja. Gostava de utilizar uma expressão popular para me referenciar a esta elite manhosa e gananciosa: "Quando morrerem, não o vão levar convosco"!

Peço uma reforma de consciência. E o PR deve dar o exemplo. E, Manuel Alegre, como homem de esquerda, saberá dá-lo!

Li, da outra vez num jornal, um artigo que dizia: "Esperemos que não se chegue ao ponto de reduzir os salários dos ministros!" Por quê? Eu respondo a este insulto ao povo português.
Porque, nessas circunstâncias, já ninguém quereria ser ministro...o dinheiro tem de ser muito se não...

É pena a existência de dois mundos tão antagónicos num mesmo País, um País onde a democracia e os seus princípios estão a ser cada vez mais apagados da História. A consequência de tudo isto será o esgotamento deste sistema político-governativo. Nada que abale o poder do 2º mundo. Mas algo que arruinará a vida do 1ª mundo que, como em todas as situações, paga a factura!

Luis Manuel Martins Ferreira d´Almeida
31-01-2010

Toda a minha vida, incluindo o tempo do serviço militar, incluindo o tempo em que ainda miúdo estava à espreita não fossem os bufos chegar enquanto os mais velhos (meu falecido Pai e alguns amigos) escutavam com ansiedade já noite avançada a Voz da Liberdade, me habituei a respeitar-te e a admirar-te. Assim, venho dizer-te que terás todo o meu apoio nesta caminhada para PR.
Mesmo sendo uma candidatura supra partidária, quero dizer-te que sou militante PS (com as quotas em dia) desde 75 e digo com orgulho que faço parte das 7500 assinaturas que na altura foram necessárias para legalizar o PS.
Força Manel, não ligues às críticas daqueles que em 74 não se sabe onde estavam.

Joaquim Mendes Gil
31-01-2010

Só muito recentemente faço uso regular da Internet e como sempre fui apoiante de Manuel Alegre sigo com particular atenção as notícias a ele referentes, assim como os comentários, onde vejo com tristeza a linguagem escabrosa que alguns cidadãos empregam nas suas críticas, sem dúvida legítimas, só que cobardemente escondidos pelo anonimato ou pior ainda, sob nomes fictícios. Quem assim procede, não merece a credibilidade de ninguém.

Augusto Küttner de Magalhães
30-01-2010

Achei interessante os comentários que fez à entrevista de Belmiro de Azevedo.
Goste-se ou não da pessoa é um facto que é empreendedor, que cria riqueza, que cria trabalho, que faz mover o país.
O que lhe permite de quando em vez dizer umas coisas e todos aceitam, mesmo não concordando.
Presumo que seja para dar uns abanões, sendo que discordo da forma, não sei o conteúdo,assim/assim....Mas não há necessidade de ser assim!!!!
Dado que o BA sendo quem é deve dizer mal do que vai mal, mas não dizer tanto tanto tanto...e nesta altura de grande desnorte...ainda para mais um HOMEM DO NORTE!!!!!!.e dar mais sugestões....
Mas ainda bem que andaram na Escola!!! Cada um à sua maneira, faz história..
Continuem, cada um à sua maneira.
Espero que o Belmiro o apoie nas Presidenciais, se não daqui a 10 anos pode já cá não estar a apoiar alguém!!
Força.

João Augusto Azevedo Cardoso
29-01-2010

Já fui dirigente e militante do Partido Socialista, mas actualmente sou um cidadão independente de qualquer aparelho partidário, considerando que continuamos mergulhados num vasto pântano político de difíceis contornos e de resolução complexa, em função da mentalidade existente. Embora não tenha concordado com algumas decisões e tomadas de posição públicas do dr. Manuel Alegre, considero que é o candidato que reúne uma série de qualidades que seriam úteis em Belém. Apenas quero lembrar que o apoio formal de qualquer partido não condiciona NUNCA a eleição para o cargo de presidente da República, por esta razão lembro a todos os portugueses e portuguesas, militantes ou simpatizantes de outros quadrantes políticos, que esta é uma eleição unipessoal.

Joaquim Mendes Gil
28-01-2010

Sendo um direito de cada um pensar pela sua cabeça, é-nos difícil entender o anti-alegrismo de alguns destacados militantes do PS, sabendo que nas próximas presidenciais só vão estar dois candidatos elegíveis, na direita não irá aparecer mais nenhum candidato e os que surgirem na esquerda é para apoio do actual Presidente.

Augusto Küttner de Magalhães
27-01-2010

Apesar de muitos acharem que Manuel Alegre disse cedo demais que estava pronto para a Corrida às Presidenciais, penso, bem pelo contrário, que o fez no momento exacto.
Quando ainda ninguém tinha tido a coragem de se definir, ficando todos à espera do primeiro. Já está!
E Manuel Alegre deve sempre continuar a definir que não é candidato do BE, mas candidato democrático, livre, independente, de todos os que nele quiserem votar!
E dado este importante e primero passo agora será de aguardar que outros se definam, se apresentem. E muitos que o apoiem ou não.
E como o próprio Manuel Alegre já disse "não é Neutro" e ninguem o deve ser, é facil, mas....é feio...não ter posição antes dos resultados!!!!!!
Agora vamos Aguardar!!Tem tempo!!

Vítor Mendes
27-01-2010

Portugal vive mergulhado num nível de corrupção e imoralidade absolutamente insustentáveis.
Os governantes não dão o exemplo. Consequentemente, os cidadãos legitimam as suas más práticas sociais.
O PR deverá saber indicar o caminho vivencial a seguir ao povo português que, a começar pelos políticos, parecem ter esquecido a seriedade, a verdade, a transparência e a honestidade.
Valores fundamentais para reger a nossa conduta foram esquecidos ou manipulados.
Ao invés, a mentira, a hipocrisia e o vale tudo dominam uma sociedade desorientada e crispada.
O PR deverá pôr a ordem, indicar o caminho... deverá ser transparente para exigir transparência, deverá ser sério para exigir seriedade...a sua credibilidade moral e ética é crucial para limpar Portugal e o povo português, a começar pela classe política - faminta de Poder e farta da honra!

José Garrucho Martins
26-01-2010

Apoio desde já a possível candidatura de Manuel Alegre. Por um conjunto variado de razões Manuel Alegre tem o meu apoio: estive com a sua candidatura nas últimas eleições e penso que as condições que me levaram ontem a escolher desta forma continuam hoje presentes; sou um cientista social e como tal tenho obrigação de saber que não existe algo como uma condenação que nos conduz às desigualdades sociais, que são produto da repetição das mesmas políticas. Manuel Alegre é um candidato de um pricipio de esperança noutras maneiras de viver,temos um mundo variado de possibilidades de viver doutras maneiras, é tambem isto que Alegre diz. É urgente e desejável inventar, imaginando em permanência, outra sociedade. Manuel Alegre é o único potencial candidato que traz para a política a possibilidade de outro olhar que permita outras formas de estar.Conte comigo Manuel Alegre.

pedro lima
25-01-2010

Olá. Vejo com muito bons olhos a candidatura do Dr Manuel Alegrre. Admiro a sua integridade e coerência politica e o modo como fala sobre os assuntos que inquietam todos os Portugueses mesmo que o PS esteja no poder. Aliás, nem o PS nem os Soaristas passaram a gostar dele depois de ter impedido o Dr. Mario Soares de chegar de novo à presidencia da República. Eu, dentro das minhas parcas possibilidades darei 100% de apoio ao Dr. Manuel Alegre, para ser o próximo Presidente da República.

Joaquim Mendes Gil
24-01-2010

É notória a chantagem psicológica que os partidos da direita estão a exercer sobre o Primeiro Ministro e o PS sobre a candidatura se Manuel Alegre. A única esperança que lhes resta para a reeleição do seu candidato. O problema, que dizem estar nas mãos de Sócrates, só existe para eles e tudo tentam para que o PS invente um candidato qualquer, o que é preciso é travar Manuel Alegre.

Filipe da Silva Nobre
20-01-2010

Sou um velho militante do Partido Socialista; mas o nosso coração está no PSOP - (Antero de Quental e José Fontana).
Felicidades Manuel Alegre. Muito agradecido camarada. De si, só esperava a disponibilidade. Sempre com o meu incondicional apoio. A minha decisão é para Manuel Alegre.
Jamais esquecerei quando um tal Dr. Lopes, ligado à PIDE e "comandante" da força militar, os Flechas, movimentava-se, para fazê-lo desaparecer, entre Novembro e Dezembro de 1962, salvo erro, sempre por zonas de Quipedro, Lué, Nambuangongo, Zala, etc. Inclusivamente, no Rio M,Pozo, próximo de S.Salvador do Congo. E, em Novembro de 1962, constava-se que o revolucionário, de nome Alegre, alferes miliciano, tinha sido morto. Naquele momento apenas eu, na minha função de cripto e, um distinto oficial capitão e comandante da minha companhia de intervenção, sabíamos de plena certeza que o enérgico e hábil oficial Manuel Alegre, continuava vivo em circunstâncias ESPECIAIS. Mais tarde transmiti a um outro oficial seu grande amigo, Alferes Nepomuceno, hoje, distinto advogado.
Vamos lutar Manuel, merece ser o nosso Presidente da República.
Cumprimentos socialistas.
Vila Real de Santo António está em vossa companhia.

André Barata
19-01-2010

Sou um militante do PS e apoio a candidatura de Manuel Alegre às presidenciais de 2011. Penso que esta candidatura contribuirá para que tenhamos um sistema democrático que se preocupa com as pessoas e com as minorias. Espero, e disponho-me a participar, numa "luta" em que o PS, sem dogmas barrocos, deverá participar unido,estabelecendo as pontes necessárias para que, os nobres princípios republicanos, que o sustentam, voltem de novo a serem um baluarte da nossa democracia.

Augusto Küttner de Magalhães
19-01-2010

Falando já e mais em Presidenciais, como é evidente Cavaco Silva, tem vantagem dado ser o actual PR, e por norma são reeleitos.Logo!!! mas esta norma já foi “não seguida” com Ramalho Eanes!!!! E , os tempos mudam....apesar de muitas Pessoas não. Mas Manuel Alegre é dos que é ASSIM, E NÃO DEVE MUDAR.

Manuel Alegre, de facto tem a vantagem de aparecer não sei se acima, mas talvez, para além dos partidos, que o irão ou não querer apoiar. O BE já disse Sim – não é de modo algum “uma grande importância”, o PC disse nim, o PS nada diz, para não comprar já uma guerra com o actual PR.

Mas foi oportuno Manuel Alegre fazer o que fez e como fez, vamos ver os próximos episódios, day by day.

CAVACO SILVA não vai conseguir tal como o PS estar muito mais tempo – estarem mais tempo – sem definição futura.

Nunca votei Cavaco Silva, mas achei-o um bom PM e nos 2 primeiros anos um bom PR....... estes últimos tempos!!!!

nota: convém, é elegante ou não deselegante, dizer-se já o que se pensa e não depois das eleições!!!!

Afonso Faria
19-01-2010

Caro Manuel,
Agradou-me o anúncio da disponibilidade para um novo combate.Há cinco anos estive de corpo e alma, envolvi-me assumi o cumpromisso. O Poder do cidadão,finalmente fez-me sentido, e faz.
Não desejaria ver esta candidatura em outros moldes, não desejaria ver os partidos chamarem-no como "seu candidato". A diferença de há cinco anos foi essa. Pela primeira vez o POVO teve o seu candidato e manifestou isso como bem sabe, independentemente das suas filiações e simpatias.
Estarei uma vez mais a seu lado e como eu milhares, se a sua candidatura não for tomada de assalto por qualquer partido.
A sua vivência partidária nunca poderá ser esquecida,mas há cinco anos marcou a diferença. Gostaria que se repetisse!

João Ferreira da Costa
19-01-2010

Os militantes do Partido Socialista e os que votam neste partido estão maioritariamente ao lado e Manuel Alegre e desejam que este histórico socialista seja apoiado pelo partido nas próximas eleições presidenciais.
Só quem não sente o povo, quem julgue, erradamente, que ainda existem contas para ajustar (sempre os mesmos) ou aqueles a quem a candidatura de Manuel Alegre retirou a hipótese de poderem ser o candidato oficial do partido (António Victorino, por exemplo, que, agora, já não tem necessidade nenhuma de abandonar o programa de televisão ...), ou quem, no PS, perdeu todas as ligações à realidade e já não tem capacidade para ver o que se está a passar, só este tipo de pessoas é que podem defender outra solução para as presidenciais que não seja Manuel Alegre. São estes militantes que dividem o PS, porque o partido está, como todos vêm, com Manuel Alegre.

Nas últimas eleições presidenciais o candidato do PS obteve 14.34% dos votos porque se chamava Mario Soares... . Se o candidato fosse outro não teria chegado aos 5%, porque houve muitos eleitores socialistas que votaram Mário Soares por razões históricas, sentimentais e até mesmo reverenciais.

Se o candidato do PS tivesse sido outro não teria ultrapassado 5% dos votos, o que significa que Manuel Alegre nas últimas eleições presidenciais teria sido escolhido por mais de 30% dos eleitores.

É por estas razões que aqueles, no Partido Socialista, a quem a candidatura de Manuel Alegre não agrada devem cessar de continuar a dividir o partido e os eleitores socialistas. O azedume e o revanchismo só favorecem Cavaco Silva e o projecto que este cultiva para governar a partir de Belém.

Joaquim Mendes Gil
18-01-2010

Embora sendo em maioria os comentários favoráveis à candidatura de Manuel Alegre, é curioso analisarmos que os poucos contras o fazem de forma desesperada recorrendo à ofensa pessoal e são facilmente identificáveis, face ao discurso do candidato.

manuel rodrigues inácio
18-01-2010

Manuel Alegre é um homem que conhece e saboreia a liberdade. É um patriótico e um português de corpo inteiro. As suas qualidades humanisticas permitem-lhe saber conviver com o pobre e o rico, desde que essas pessoas amem a liberdade e a democracia.
Manuel Alegre, não tem experiênci governativa, mas está mais bem preparado "mentalmente" para enfrentar os desafios duma sociedade moderna do que o actual presidente que,aliás, na minha modestíssima opinião,nem foi bom 1º ministro - no tempo das vacas gordas - e está a ser um péssimo presidente.

manuel rodrigues inácio
18-01-2010

O Manuel Alegre nunca personalisará "um velho do Restelo" e o actual Presidente, na qualidade de PM não teve a simples visão de terminar o Alqueva, nem concluir a AE do Sul, como nós sabemos que Portugal tem um potencial de condições turísticas ímpar no Mundo: Clima, gastronomia, vinhos, segurança das pessoas, etc. e isto tem de ser acessível às pessoas que cá vivem e dos outros países.
O Manel Alegre fica bem neste cartão de visita, neste rectângulo junto ao mar plantado.

Augusto Küttner de Magalhães
18-01-2010

Permito-me dizer aqui: COM CALMA!
Já temos o primeiro e necessário passo dado por MANUEL ALEGRE,IR à Presidência!
Na hora certa a decisão certa!
Já sabemos que uns quantos do PS, estão a não-favor! Alguém pensaria o contrário??? Estava a dormir!!!!!
Mas, não é necessário ir pela negativa, basta com calma fazer o inverso, ir sabendo dia a dia, quem vai estando com Manuel Alegre, sem criticar os que não estão. Elogiando os que vão (vamos, eu estou, isto de não ser NEUTRO, para muitos é complicado...até depois dos votos!) estando!

1 / 2
1 2