"Nada está adquirido, tudo está a andar para trás muito depressa"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
Para todos os assuntos relacionados com o autor Manuel Alegre ou com a sua obra literária contacte rbreda@dquixote.leya.com
2 / 2
1 2
Maria João O.Fernandes Correia
20-02-2010

Não sou filiada no Partido Socialista,nem em qualquer partido,mas tenho como referência pessoas como o Miguel Torga, Fernando Vale - com os quais tive o prazer de privar - e claro o meu Pai, velho militante do PS. Conheço o Manuel Alegre desde os meus 14 anos. Hoje tenho 47.Sempre o tive em grande consideração.Sou professora,já fui dirigente sindical,mas não gosto do que a política implica.Para mim são as pessoas que contam.E acredito na integridade do Manuel Alegre,na sua postura como ser humano.Percebo que não tem uma tarefa fácil,nem sequer dentro do seu próprio partido. O meu voto já o teve e voltará a ter. Se alguma coisa mais precisarem de mim... estarei disponível.

António José da Costa
19-02-2010

Manuel Alegre tem o meu apoio hoje como o teve em 2006, não vacilarei perante outras candidaturas, porque acredito que os valores da Republica estarão seguros nas mãos de quem grita Pátria.

Amaro Franco
19-02-2010

Olá,

Estou disponivel para apoiar de forma mais activa esta candidatura. Resido habitualmente em Viana do Castelo. Aguardo uma vossa resposta.

Atentamente,

Amaro Franco

Ah! E como fazer para organizar um jantar de apoio por estas bandas?

Frederico Mira George
19-02-2010

Na urgência de uma candidatura de união da esquerda, sejamos rápidos na afirmação da candidatura de Manuel Alegre.

Como fundador do Bloco de Esquerda (partido ao qual já não pertenço), militante de esquerda desde os 15 anos, habitante errante de uma cidade do interior (Évora), todos os dias sinto serem dias de tomar partido, de fazer escolhas claras.

Ajudar a organizar esta candatura é um dever para com a República, para com Portugal.

Frederico Mira George
Escritor / Editor

Augusto Küttner de Magalhães
19-02-2010

Não entendo qual a necessidade de hoje se candidatar à Presidência da República o médico que está à frente da AMI.
Logo lerei o que o fez mexer-se!
Penso que não havia necessidade! Penso que bastava termos Manuel Alegre!
Mas cada um sabe pelo que corre, quem lhe pede para correr, e se a corrida é necessária em dado momento. Vamos ver! Se for para confundir, mais este País, já tão baralhado, é pena.
Se for para se perder um bom médico, é pena. Se for para mudar o Presidente da AMI, é uma opção.

Se for para se evidenciar…cada sabe do que gosta!!!!

Vamos vendo e comentando…..talvez possa ser por Manuel Alegre, estar já não jovem?????

Joaquim Mendes Gil
18-02-2010

Não podemos ficar indiferentes com tudo o que passa à nossa volta, o jogo da política não é sério nem transparente como deveria ser. Será que o Dr.Nobre está mesmo convencido que tem hipótese se ser eleito Presidente da República? Sem apoios partidários, não tem votos suficientes, apoiado pela esquerda, tem de convencer Manuel Alegre a desistir e a direita não vai trair Cavaco Silva, por tudo isto pensar ser uma manobra dos PS anti-Alegre que deste modo dispensam o apoio explícito ao actual Presidente.

Vítor Mendes
16-02-2010

Um dia, anseio fazer com que a minha voz, a minha opinião, a minha palavra sejam ouvidas.

E, se esse dia chegar, tenho em mente a transmissão de duas primeiras ideias.

1ª: em nenhuma situação julgarei um político. A opinião pública, o cidadão comum tecem duras e implacáveis críticas às "regalias" dos políticos, condenando a não solidariedade destes. No entanto, eu atrevo-me a questionar: qual o cidadão comum que faria o contrário?

2ª: um governante deverá proceder a uma profunda e complexa reforma da consciência humana, porque os políticos são pessoas como quaisquer outras; não há só corrupção na política, mas também nos hospitais -quando se facilita uma consulta a um primo, irmão...-, nas escolas quando se "compram" os professores...

a resposta a tudo isto é: a vida é assim.

Não. Não aceito esta resignação vivencial.

É preciso valorizar o mérito, a isenção e a independência.

Não posso ter medo de dizer ao meu patrão que sou PSD quando ele é PS; não posso perspectivar a melhor maneira de comprar indivíduo A,B ou C...

a vida é corrupta;
e só com determinação, verdade,honra e coragem se podem devassar estes tentáculos de vergonha.

Um indivíduo que pratica o bem não pode esperar ser objectivamente recompensado.

O sentimento do "estou a fazer a coisa certa" é a grande virtude.

Augusto Küttner de Magalhães
12-02-2010

Estamos sem dúvida a viver um mau momento.
O Manuel Alegre tem experiência pessoal de falta de liberdade de imprensa! Eu lembro-me da censura prévia do antes 25 de Abril. Isso era censura, hoje um jovem pelos 20ss comparou-me - muito educadamente- esse tempo, ao actual....perguntei-lhe se havia vivido "nesse tempo".
Respondeu-me, claro que não!
E disse-lhe, eu claro que sim, vivi! e era bem pior, nem poderíamnos estar a ter aquela conversa , ali, num local publico.
Penso que haja o que houver, vamos todos deixar de pensar no país? ou como escreve hoje VPV no Público, "isto foi sempre assim"?
Dado que hoje, ontem e amanhã, tudo gira em volta destas não-liberdades, e o resto????

Augusto Küttner de Magalhães
09-02-2010

Num país com graves problemas a serem resolvidos, chega de se estar a falar no J.Sócrates e nos “médias” !!!!!!falemos em como tirar o País deste buracão! Haja bom-senso de todos, todos, TODOS!!!!!!!!!! em ver o que deve ser visto. Ajudemos a salvar o País, já, e mais tarde entramos novamente no redisse que disse, no fez que fez!!!!!!!!

Joaquim Mendes Gil
06-02-2010

As últimas notícias vindas a público sobre o nosso PM, a juntarem-se com tantas acusações de corrupção e tráfico de influências que lhe são imputadas, o candidato Manuel Alegre deve reflectir sobre se o seu apoio não será contraproducente, porque os verdadeiros socialistas não lhe vão negar o voto.

Joaquim Mendes Gil
06-02-2010

As últimas notícias vindas a público sobre o nosso PM, a juntarem-se com tantas acusações de corrupção e tráfico de influências que lhe são imputadas, o candidato Manuel Alegre deve reflectir sobre se o seu apoio não será contraproducente, porque os verdadeiros socialistas não lhe vão negar o voto.

Joaquim Mendes Gil
05-02-2010

Chegou o momento do PS anunciar quem vai apoiar para as presidenciais de 2011 e penso que a decisão vai depender muito do desfecho da lei das finanças regionais.

Carlos Alberto da Silva Ferreira
05-02-2010

Nos finais de 2005 inicio de 2006, apoiei de forma empenhada e consciente a candidatura de Mário Soares à Presidência da Republica. Sabia que apesar de todo o prestigio que anteriormente granjeou, no exercício dos seus 2 mandatos, seria uma tarefa difícil a sua eleição. O aparecimento e multiplicação de candidaturas à esquerda e com a candidatura de Alegre a concorrer no mesmo espaço politico antevia-se que as coisas não seriam fáceis. Os resultados são conhecidos não vale a pena voltar a chover no molhado. O esmiuçar desses resultados já foi feito por muitos, cada um com a sua leitura, cada um com o seu culpado de serviço. Considero que a culpa pelos resultados eleitorais que conduziram à eleição de Cavaco Silva é de toda a esquerda, sem excepções.

Nessa altura não deixei de considerar que o comportamento de Manuel Alegre não foi o mais correcto para com o Partido que sempre foi o seu após o 25 de Abril de 1974.

Entretanto passaram-se 4 anos e as próximas presidenciais estão à porta. Considero que Cavaco Silva, nestes anos, foi o presidente que mais desprestigiou o cargo de Supremo Magistrado da Nação. Os factos falam por si e são factor da maior relevância na análise da presidência de Cavaco Silva. O pontapé de saída foi a sua visita à Madeira, onde se deixou manietar pelo Senhor local quando este silenciou a oposição, impedindo que se realizasse uma cerimónia na Assembleia Legislativa local. Com o seu comportamento, por omissão, o sr Presidente, pactuou com mais uma afirmação do poder omnipresente do senhor da Madeira. Até ao recente caso das escutas a Belém, grau zero da politica portuguesa, nunca antes visto. A declaração do Presidente à Nação sobre o assunto assumiu contornos de patético. Enfim, Cavaco como ele sempre foi.
Será que a esquerda vai correr os mesmos riscos que há 4 anos e contribuir pelo seu comportamento para mais 5 anos de Cavaquismo em Belém? Deverão multiplicar-se, novamente, as candidaturas à esquerda, permitindo que a direita e extrema direita, unidas em torno de um candidato que parte em vantagem, lidere a campanha eleitoral, mostrando a evidencia de que a esquerda já não é capaz de se unir no propósito tão importante como a eleição de um Presidente, como foi no passado com Eanes e Soares.

Apesar de no passado recente ter sido um severo critico de Manuel Alegre, o futuro é que importa. E o futuro está já aí. Manuel Alegre é o candidato abrangente de toda a esquerda? Só não o será se não quisermos.

Manuel Jarego
02-02-2010

O candidato Manuel Alegre diz que a ele nem ninguém o manda calar. Ainda agora o primeiro-ministro mandou calar alguém porque não dizia ámen a tudo quanto ele diz. Temos de volta o lápis azul.
Tenho o prazer de o conhecer, pessoalmente, o candidato a Presidente, nalgumas caçadas que fizemos juntos no alentejo. Tenho esperança que tenha a força suficiente para não deixar instalar novamente a PIDE no nosso País, porque o 25 de Abril não se fez para calar a liberdade de expressão.

Augusto Küttner de Magalhães
02-02-2010

Ao ler o texto com este titulo, achei-o oportuno.
Sendo que , é um facto que a internet permite que se possam escrever umas tremendas barbaridades, sem dar a cara, nem o nome!! è o risco destes novos meios de comunicação!
Presumo que se houvesse mais civilidade, mais educação - que não só mais instrução - , mais respeito, não haveria necessidade de muitos entrarem no /e pelo disparate, em comentários, em criticas, em maledicência.
Vai ser dificil, assim não se continuar, mas por certo se com calma e correcção se for contrariando esta tendência, talvez venhamos a ter melhores resultados!!

2 / 2
1 2