"A grande poesia não cabe num tweet"
Manuel Alegre
InícioManuel AlegreNotíciasAgendaOpiniãoPresidenciais 2011LinksPesquisa
YouTube Twitter FaceBook Flickr RSS Feeds
> Discurso Directo
> Discurso Indirecto
Para todos os assuntos relacionados com o autor Manuel Alegre ou com a sua obra literária contacte rbreda@dquixote.leya.com
Carlos de Sousa
Voluntário, de novo, contra a desesperança
11-04-2010

O PS espera, anestesiado por um torpor táctico revelador, pela desesperança. Eu, de tanto esperar, desesperei.
O devir dali já não vem; ou se vier, virá a destempo. Por isso, decido eu, cidadão comprometido há 35 anos com os valores da esquerda e o património ideológico do PS.
Não posso ficar indiferente a uma candidatura presidencial de um socialista que já não é uma intenção; é um facto. É por aí, de novo, que irei, como em 2004 e em 2006.
Ontem, derrotado pelo gadanho e pelas quotas pagas por atacado na Concelhia do PS de Famalicão; hoje, libertado pela decisão irreversível de Alegre, resgatei a esperança - apesar de continuar a suspeitar que o PS pouco ou nada aprendeu com o que se passou em 2006.
Eu lembro-me e por redobradas razões me disponibilizo para, em Vila Nova de Famalicão, ajudar a fazer eleger para Presidente da República um concidadão nosso que é um farol para toda a esquerda e para Portugal.
Vamos a isto!, Manel.